Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - O Dossiê Esperança e Guel Silveira
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Aldo Trípodi

 aldotripodi69@hotmail.com
 
O Dossiê Esperança e Guel Silveira
8 de Abril de 2014 09:12

A trajetória do artista plástico Guel Silveira ganha registro em coletânea audiovisual. Trata-se de um documentário que leva seu nome entre 15 grandes artistas baianos. As primeiras entrevistas serão realizadas no ateliê do artista, as gravações se estendem com direito a cenas externas na praia e entrevistas com críticos que comentam sua obra.

 

O soteropolitano começou a carreira artística como gravador, se dedicou a abstração, realizou experiências em spray, criou uma linguagem de figuração lírica, mas continuou se dedicando ao abstracionismo. Escreveram sobre sua obra, nomes como Floriano Teixeira, Cesar Romero, Calazans Neto, Jorge Amado, Claudius Portugal, Olney Kruses, Jacob Klintowitz, Sante Scaldaferri, Geraldo Edson e Junot Silveira dentre outros.

 

Em 1975, no início da carreira realizou sua primeira exposição individual no Museu de Arte da Bahia. Participou do Panorama da Arte Atual Brasileira em 1974, no MAM de São Paulo, e de importantes mostras coletivas pelo Brasil. Fez dezenas de exposições individuais ao longo de sua trajetória artística em diversos estados como Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo, Pernambuco, Brasília, Minas Gerais e Sergipe.


O pintor é um dos personagens do projeto “Dossiê Esperança”, idealizado por Renata Rocha da Brasil Comunicare em parceria com Maurício Calleia da 3D Motion. Uma série documental que registra a contribuição de artistas e intelectuais comprometidos com a cultura baiana. Uma iniciativa sem patrocínios, bancada com recursos próprios que nesta primeira ação busca reunir e registrar a trajetória artística de nomes como Mario Cravo Junior, Lygia Sampaio, Sante Scaldaferri, Jamisson Pedra, Eckenberg, Justino Marinho, César Romero, Zú Campos, Ligya Milton, Nilson Mendes, José Antônio Saja, Dulce Cardoso, Adilson Santos, Leonel Mattos e Guel Silveira.

O projeto “Dossiê Esperança” é uma coleção que contém uma série de curtas e médias metragens produzidos de modo independente com objetivo de perpetuar a memória das artes na Bahia.  

Comovida com a importância e filosofia do projeto, esta coluna abraçou a causa e vai abordar a história de cada um destes artistas que contribuem para as artes na Bahia e que fazem parte do Dossiê Esperança, uma verdadeira mudança de atitude que vai perpetuar para inúmeras gerações.  São extremamente valioso estes documentários, pois se tornará uma enciclopédia audiovisual com todas as histórias e obras dos selecionados. Por ser em forma de vídeo será de fácil locomoção e apresentação, já que as artes visuais são intramuros, se não houver divulgação não tem público a exceção de certas manifestações no campo das artes visuais que acontecem na rua. Está de parabéns a dupla de documentaristas por este projeto que com certeza será sucesso.