Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - Premiado fotógrafo baiano ministra curso “Fotografia digital”
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Aldo Trípodi

 aldotripodi69@hotmail.com
 
Premiado fotógrafo baiano ministra curso “Fotografia digital”
21 de Abril de 2014 13:55

A partir dos experimentos de Joseph Nicéphore (1765-1833), Felix Nadar juntamente com Daguerre, criaram o daguerrotipo, e a fotografia passa a ocupar a cena pelos idos de1839, adata de sua invenção. Felix Nadar foi à personalidade fotográfica do séc. XIX. O realismo a esta época torna-se elemento de importância nas representações artísticas, evidente que neste primeiro momento a fotografia, buscava alcançar o status de arte, mais só na metade do séc. XIX ela consegue.

A fotografia começou atuando no campo da pintura e reclamando, para esta técnica, os valores que se determinava para a pintura, ou seja, reproduzir cenas como as paisagens da qual a pintura se ocupava, o retrato com temas marcadamente escultóricas, como por exemplo, na foto da atriz Sarah Bernhardt, com sua pose e expressão romântica, que corresponde às donzelas melancólicas que povoam muitas das pinturas do séc. XIX. Aliado aos impressionistas, pois os mesmos tinham profundo interesse pela fotografia e muito deles usaram das fotos para suas composições e outros artistas que não impressionistas a exemplo do pintor realista Coubert que também se utilizou desta técnica. Contudo as vanguardas artísticas do mesmo século provocaram rupturas que foram também usadas na fotografia.

Atendendo a inúmeros pedidos, o internacionalmente premiado fotojornalista baiano de casamentos Sérgio Muricy ministrará, do dia 22 a 25 de abril, o curso Fotografia Digital. Voltado para iniciantes e apaixonados pela arte de captar, através das lentes, recortes da realidade, o curso abordará as seguintes temáticas: Introdução à fotografia; Câmeras e lentes; Sensores e megapixel; Iso, obturador e Diafragma; Fotometria; Balanço de branco; Flash; Iluminação; e Composição.

Segundo Muricy - sócio de sua esposa, também fotógrafa, Laís Muricy, na empresa Lifelines -, ao final do curso, os participantes, diante de todas as lições repassadas, estarão “preparados para direcionar um caminho fotográfico próprio, além de entender como escrever, realmente, com a luz”. Ainda de acordo com o consagrado profissional, os alunos poderão compreender “o que existe por trás do ‘automático’ da câmera”.

Apenas em março deste ano, o fotógrafo baiano faturou três prêmios internacionais, concedidos pelas entidades especializadas em registro de matrimônios Wedding Photojournalist Association (WPJA) – duas imagens - e Artistic Wedding Photojournalism – um registro. Com essas novas premiações, Sérgio Muricy acumula 27 honrarias, inclusive a escolha de Fotógrafo do Ano 2013, pela reconhecidíssima instituição internacional Wedding Photography Select (WPS).

Inscrições| Como serão três turmas - cada uma com, no máximo, oito vagas, distribuídas nos turnos matutino, vespertino e noturno –, os alunos terão total atenção do fotógrafo. No último dia, os participantes colocarão o que aprenderam em prática durante uma sessão de fotos com uma modelo profissional, no estúdio de Muricy, local em que serão ministradas as aulas. Maiores informações sobre o curso, inclusive no que diz respeito às inscrições e ao valor, podem ser obtidas através do e-mail cursos@lifelines.com.br ou pelos telefones (71) 3351-2800 e (71) 8845-3333.