Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - Dia de cão
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Valter Xéu

 
 
Dia de cão
17 de Maio de 2014 12:12

Sexta feira 16 de maio, manha chuvosa o meu filho Eduardo Tito pega um ônibus da linha Itapuã Lapa para ir ao trabalho por volta das 08 horas e as 09h45min manda um torpedo via celular dizendo que o trânsito travou com a chuva e que ainda esta nas imediações do Aeroclube, onde ao lado do ônibus parado uma caminhonete com o som aberto a todo volume toca uma musica que ninguém sabe que desgraça é e que dentro do coletivo um evangélico prega o “arrependei-vos” e assim terá vida eterna.

 

Que o transito de Salvador virou um inferno isso já acontece há alguns anos com o numero de carros cada vez crescendo nas vias publicas e essas não acompanhando o mesmo ritmo, pois temos um poder publico caolho, incompetente e oportunista, pois deixam sempre para fazer alguma coisa as vésperas de uma eleição.

 

As regalias dos eleitos

 

Eles os mandatários que geralmente tem seus carros – quando não usam helicópteros – dirigidos por oficiais da PM que podem dá contramão, estacionar onde quiser sair costurando no transito (justiça seja feita, são ótimos motoristas), coisa impossível para nos mortais que ao cometer algumas dessas infrações, sempre tem uma câmera para nos fotografar e a infração chega dias depois a nossa casa.

 

Mas transito travado não é exclusividade de Salvador. Varias capitais sofrem com o problema, mas o que acontece é que em Brasília, por exemplo, local onde divido o meu tempo com Salvador, lá o transito não trava – a não ser quando nas quintas-feiras acontece alguma manifestação na Esplanada dos Ministérios – no horário de pico, fica vagaroso, mas não trava como aqui.

 

Via Vagarosa

 

Hoje em dia, sair de Salvador para o trabalho é um suplicio e se for para o interior ai é outro sufoco.

 

Se tentar sair pelo Ferri-boat nos finais de semana ou feriadões a espera pode chegar a quatro horas.

 

Se for pela BR 324 ai às vezes é mais complicado ainda. Quando não é algum tipo de manifesto que interdita as duas pistas, é a própria Via Bahia que já esta sendo conhecida como a “Via Vagarosa” que nunca termina de tapar os buracos que surgem no trecho Salvador/Feira/Salvador e tome lentidão no trânsito e uma viagem para Feira que antes se fazia em uma hora pode levar duas, três ou ate quatro e isso vem se tornando uma rotina.

E o inacreditável disso tudo, que os buracos são os mesmos que a Via Bahia tapou em 2010, 2011, 2012, 2013 e continua com o serviço em 2014 o mesmo serviço mal feito de sempre.

 

Já foi sugerido que a Via Bahia faça o seu eterno serviço em horário de pouco movimento como a noite, mas a alegação é que ai teria que pagar horas extras aos funcionários e nos o povo que se dane, pague o pedágio e não chore.

 

Enquanto isso, vamos sofrendo com essa desorganização toda e sem ter a quem apelar e quem acha que com o voto vai mudar alguma coisa estará completamente equivocado, pois os eleitos tem suas facilidades no transito da capital e quando vão para o interior, nos pagamos à conta do aluguel dos seus helicópteros ou teco-teco ou o diabo que seja.

 

Enfim!

 Sair de Salvador para o trabalho ou viagem ao interior, prepare-se pois seu dia será um dia de cão.

----------------------------------------------------------------
Valter Xéu é editor dos portais Pátria Latina e Irã News.