Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - Exposição Internacional Multiforma Criatividade Étnica
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Aldo Trípodi

 aldotripodi69@hotmail.com
 
Exposição Internacional Multiforma Criatividade Étnica
4 de Janeiro de 2015 19:41

“Exposição Internacional Multiforma Criatividade Étnica” apresentada pela Galeria de Arte e Associação Cultural Eclettica e trazida pelo seu Presidente Fundador Giuliano Ottaviani com coordenação de Patrícia Rosa, que no mandou este texto crítico representante da Eclettica no Nordeste, teve sua realização, no Museu Eugênio Teixeira Leal, que tem como Diretora Eliene Dourado Bina.

A exposição Multiforma Criatividade Étnica Internacional tem o objetivo de apresentar as experiências e identidade cultural de cada artista selecionado. Esses artistas utilizam várias técnicas e materiais diferentes que representam a personalidade de cada um, colocando em suas obras a marca cultural do país de origem.

Analisando a similitude e integração cultural de cada grupo, a exposição mostra os italianos que trouxeram experiências diferentes, começando com Giuliana Collu e sua cerâmica espetacular mostrando uma personalidade bem interpretada com a força da sua região através da cor de sua terra de forma equilibrada e muito discreta; mas onde falta a cor tem a interpretação harmoniosa e livre.

A obra de Marina Berra representa cor étnica eabstração da forma equilibradas de maneira que dá a perceber a descrição da etnia que ela quer mostrar. Imelda Bassanello é uma extraordinária escultora e pintora que transforma coisas recicladas em mensagem poética valorizando a matéria de forma elegante e criando obras dignas de qualquer museu importante. As aquarelas de Anna Rosa Lugiato interpretam da natureza com tintas leves e poéticas. Davide Antiportaé um abstracionista com uma interpretação movimentada e matérica. Antonella Scaglionecom colagem extraordinária usando revista e material reciclado, óleo e acrílico, faz registros de rostos humanos mostrando expressões do sentimento intenso. Giuliano Ottaviani e sua multifoma criatividade mostrando um período de seu figurativo moderno com técnica mista e interpretação contemporânea e inspiração em Veneza. AlvaroCaponi é um grande artista que tem uma síntese de um figurativo contemporâneo que estende e interpreta a figura até a abstração sintética e equilibrada.

Maria Colombo também artista figurativa contemporânea, ótima artista realista com grande interpretação contemporânea de animais. Roberta Bizzarri uma jovem artista surrealista bem personalizada com cor fantasiosa dando a mesma obra até um conteúdo dadaísta. Flora Torrizi, fotógrafa de nível expressivo fora do comum até simulando através da fotografia arte plástica centrando o tema por ela expresso Às obras dos artistas brasileiros são doações para um evento beneficente coordenado por Patricia Rosa e pertencem ao acervo do “1º Leilão de Arte em prol dos Animais Necessitados”.  São várias técnicas que exprimem a baianidade e sua relação com os animais: Dejanira Azevedo Souza, Dina Garcia, Vera Almeida, Vansantus, Ruy Garcêz, Samantha Colavito, Guilherme Gentil, Gilberto Dias Filho, Manolo Mateus e Lina Miotta.

 

Agradecendo ao museu pela sua sensibilidade a toda forma de arte expressiva, e sensível ao intercâmbio cultural com iniciativa para mostrar ao público diferentes pontos de vista que muitas vezes são similares. Mostrar que é a soma cultural de muitas formas culturais do mundo, de vários países sentido no tempo através da contribuição da cultura brasileira históricacom a chegada da imigração e com dados em cima da experiência de trabalho de sua relação com o ambiente contribuindo com o desenvolvimento cultural brasileiro. “A arte tem uma linguagem expressiva aparentemente inóquoa, mas que a partir da sua relação inconsciente com o ser humano, com a matéria e com o ambienteé de grande valor cultural e motiva mudanças de pensamento. A operação com o museu promovido é de grande valor porque atravessa a arte que pode transformar um povo através do som, da imagem e da cor, diz Mestre Giuliano Ottaviani”. Aproveito a oportunidade para desejar a todos os leitores deste jornal um Bom Ano Novo.