Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - COMEÇA A MOVIMENTAÇÃO CONTRA A FERROVIA LIGANDO O ATLÂNTICO AO PACÍFICO
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Valter Xéu

 
 
COMEÇA A MOVIMENTAÇÃO CONTRA A FERROVIA LIGANDO O ATLÂNTICO AO PACÍFICO
24 de Maio de 2015 10:14

Saiu na BBC (que já foi uma empresa seria), uma extensa matéria sobre os danos que causará ao meio ambiente a ferrovia que o governo brasileiro quer construir com dinheiro chinês.

Os diversos grupos ambientalistas espalhados estrategicamente pelo mundo já começaram a se movimentar. Todas elas ligadas aos grupos econômicos internacionais que as mantem com ajuda financeira, para criar entraves em lugares onde tais desenvolvimentos vão de encontro aos seus interesses.
.
O Brasil quer construir uma estrada, eles gritam. O Brasil quer um porto, é a mesma ladainha.

Agora já estão treinando nossos índios e entidades ambientalistas para se posicionarem contra a ferrovia.

O agronegócio desmata e a chiadeira não é ouvida, pois a Bunge, Cargill e mais outras duas, são os principais doadores dessas ONGs malditas.

A mesma coisa já esta acontecendo com o canal interoceânico que liga o Atlântico ao Pacífico pelo território da Nicarágua, uma construção bancada pela China e pela Rússia.
Governo norte americano já entrou em ação temendo que o novo canal, mais largo e profundo, deixe obsoleto o canal do Panamá e os amestrados da mídia já começaram com a “ladainha” do impacto ambiental e ai entram elas, as ONGs de fachadas que atuam junto aos nativos nicaraguenses para barrar ou dificultar a execução da obra.

Nos anos 70 as florestas do sudoeste da Ásia (Laos, Camboja e Vietnã) foram dizimadas pelos EUA com o agente laranja, cuja população, principalmente a do Vietnã sofre ate hoje as consequências.

O vazamento de petróleo no Golfo do México, que causou um dos maiores danos ao meio ambiente e aquele outro no Alasca, não se ouviu nenhum gritinho dessas tais ONGS que infestam o continente sul-americano e ate mesmo do Greenpeace que recebe abertamente doações das Fundações Ford e Rockfeller, cujo grupo é um dos maiores acionistas de empresas poluentes.

Bem feito fez Hugo Chávez na Venezuela quando expulsou todas as ONGS que atuava no país e ai o mundo através da mídia de esgotos estrilou e carimbou o presidente venezuelano de ditador e os imbecis de cá aplaudiram.

Mas não se engane caro leitor.

Se os grupos ambientalistas não conseguirem barrar a obra, a briosa bancada de parlamentares, aquela que a troco de $$$$$$ é capaz de endeusar o diabo e demonizar cristo, e que foram para o parlamento, muito mais interessados em engordar se patrimônio, estão muito mais interessados em negociatas que no desenvolvimento do País, ela entrará em ação e fara toda merda de postergação desde quando os interessados lá fora lhes paguem bem e que se dane o País.
------------------------------------------------
*Valter Xéu é editor de Pátria Latina e Irã News.