Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - E lá se foi Dominguinhos!
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Valter Xéu

 
 
E lá se foi Dominguinhos!
24 de Julho de 2013 10:22

Depois de vários meses internado em um hospital em São Paulo, o cantor, instrumentista, compositor e quase jogador de futebol Dominguinhos veio a falecer e a agora deve estar ao lado de Luiz Gonzaga em algum lugar tocando para as estrelas, sendo que ele e Luiz são duas bem cintilantes.

Conheci Dominguinhos em um São João nos anos 80 na cidade de Senhor do Bomfim.

Estava eu sentado na porta do tradicional Hotel Vitoria quando chega em uma D20 cabine dupla, o artista Dominguinhos uma das principais atrações da festa.

Marquei uma entrevista para o Noticias da Bahia e horas depois nos encontramos no restaurante do hotel onde papeamos por um bom tempo e fiquei conhecendo algumas historias da vida desse famoso forrozeiro, legitimo filho musical de Luiz Gonzaga.

Dominguinhos que tinha pavor de avião preferia organizar sua agenda de apresentações em cidades onde pudesse se deslocar de carro de uma para outra e assim fazia todos os anos e lembro que na região de Senhor do Bomfim, ele sempre tocava nas cidades de Juazeiro, Jaguarari, Uauá, Campo Formoso e varias outras.

Em nossa entrevista o artista falou da sua chegada ao Rio de Janeiro nos anos 50 onde o seu sonho maior era ser jogador de futebol e para isso arrumou um jeito de mostrar seus dotes futebolísticos no Botafogo onde tinha o sonho de ser o ponta esquerda do time carioca.

Só que naquela época Zagalo era o titular do time nesta posição e uma das estrelas do alvinegro carioca que tinha Garrincha, Quarentinha, Didi e o genial Nilton Santos que logo no primeiro treino lhe aconselhou a procurar outra posição, pois todos que tentavam fazer sombra a Zagalo não se davam bem, pois ele era um verdadeiro “seca-pimenteira”, ou seja. Ninguém dava sorte naquela posição a não ser o próprio Zagalo.

Desanimado com o conselho do mestre Nilton Santos, Dominguinhos se voltou para a musica.

O Botafogo pode ate ter perdido ali naquele jovem, um promissor e quem sabe, um grande jogador de futebol, mas o brilho e o sucesso conseguido na musica, o Brasil e mais precisamente o nordeste agradece a esse brilhante artista que sempre alegrou corações com a sua musica, onde fez parcerias memoráveis com astros como Gilberto Gil, Roberto Carlos Ramalho, Luiz Gonzaga, Chico Buarque e muitos outros.

O futebol pode ter perdido um grande jogador, mas a musica ganhou um astro.

=========================
*Valter Xéu é diretor e editor de Pátria Latina e Irã News