Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

 
  Home - Poesias - Meninos, eu li
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
COLUNISTAS
 Marcelo Torres

 
 
Meninos, eu li
2 de Agosto de 2013 19:33

“O Largo da Palma”, de Adonias Filho, editora Bertrand Brasil. Em 110 páginas, um baita livro, com seis narrativas curtas, talvez contos, talvez noveletas. Todas elas têm em comum o Largo da Palma, um espaço histórico e geográfico da cidade de Salvador.

 

Li domingo, numa sentada só, na poltrona do voo Gol de Salvador para Brasília.

 

O livro está catalogado como “novela”, no singular, mas pode ser definido como livro de contos ou noveletas. Nas histórias, o Largo da Palma é um lugar meio mítico, que parece sentir as mesmas dores e alegrias dos personagens.

 

Os próprios títulos dos contos ou noveletas já funcionam como bons convites para a leitura: A moça dos pãezinhos de queijo; O largo de branco; Um avô muito velho; Os enforcados; Um corpo sem nome; e A pedra.

 

Tudo isso no Largo da Palma, transformado em personagem principal do conjunto do livro. A leitura dura menos que uma partida de futebol ou de vôlei. Lê-se numa pegada só. Em menos de hora e meia você se delicia com essa pequena grande obra.

 

E o texto! Ah, o texto é singelo e fácil, curto e farto. Mais: é fluente, lírico e luminoso.

 

Adonias Filho, o autor, nasceu em Itajuípe-BA, em 1915, e faleceu em Ilhéus, em 1990.

 

Foi jornalista, crítico literário, ensaísta e romancista. Pertenceu à Academia Brasileira de Letras. Algumas de suas obras são: Memórias de Lázaro, As velhas, Corpo Vivo, Léguas da promissão, O Largo da Palma e Noites sem madrugada.

 

Enfim, meninos, eu li, gostei e recomendo. Agora corram para comprar: 20 reais, parcelados em duas de dez, nas Casas Bahia. Caso achem caro, há a opção de empréstimo em uma das 5.510 bibliotecas públicas do país.

 

Leiam e depois me digam o que acharam. Tenho certeza de que vocês vão gostar. Boa sorte, boa leitura (marcelocronista@gmail.com).