Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

                             
 
  Home - Notícias - Exames regulares podem prevenir várias doenças nas mulheres
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
NOTÍCIAS
 
Exames regulares podem prevenir várias doenças nas mulheres
19/01/2017 20:23:30

A consulta anual ao ginecologista e a realização dos exames ginecológicos de rotina devem fazer parte da vida de mulheres de todas as idades. Esses cuidados representam uma forma de prevenir ou diagnosticar precocemente uma série de doenças que podem acometer o aparelho reprodutor feminino, como o câncer de colo do útero, endometriose, corrimentos, infecções como a candidíase e a gardnerella e várias outras alterações do trato genital. "A partir da menarca, que é a primeira menstruação, a consulta ao ginecologista uma vez por ano e os exames ginecológicos regulares são essenciais para saúde da mulher", destaca o ginecologista Jorge Valente, diretor médico do Ceparh (Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana).


Dentre os exames de rotina, o Papanicolau, conhecido popularmente como preventivo, é um dos mais importantes e pode salvar vidas. O exame deve ser realizado uma vez por ano, a partir de quando se inicia a vida sexual da mulher. O procedimento simples, realizado no próprio consultório do médico, consiste na coleta de material do colo do útero através de uma raspagem. "O Papanicolau não dá o diagnóstico preciso de HPV (Papiloma Vírus Humano), mas já mostra alterações e lesões que podem indicar a presença da infecção pelo vírus, que é a principal causa do câncer de colo de útero. Ao notar esses sinais, o médico deve pedir exames complementares para investigação da doença". esclarece Jorge Valente.

O especialista recomenda que as mulheres não tenham relações sexuais nem usem cremes vaginais nos dois dias que antecedem o exame. Durante a realização do exame, também é possível identificar doenças sexualmente transmissíveis, como a gonorreia, clamídia e a sífilis.

Outros exames essências para a saúde da mulher são a Mamografia (a primeira deve ser feita aos 35 anos e a partir dos 40 anos deve ser anual); Colposcopia, indicado para complementar o Papanicolau quando há alterações; Ultrassom, sempre que o ginecologista achar necessário; Urocultura, exame de laboratório indicado para diagnóstico de infecção urinária.

O hemograma completo é um exame de sangue que também deve fazer parte do calendário anual e é um indicador da saúde geral, servindo para identificar anemia, infecções, leucemia e várias outras doenças.

O médico Jorge Valente lembra que quando o câncer de mama é diagnosticado e tratado precocemente as chances de cura chegam a 90%. O mesmo vale para o câncer de colo de útero, conhecido como câncer cervical, que tem como principal causa a infecção persistente por alguns tipos de HPV. A identificação do vírus ou até de lesões pré-cancerosas através dos exames de rotina e o tratamento adequado evitam que a infecção evolua para um câncer, que se for diagnosticado na fase mais avançada pode colocar em risco a vida da mulher.


 
 

 

 


 

 

 
 



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



 
 
create', 'UA-40109063-1', 'noticiacapital.com.br'); ga('send', 'pageview');