Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

                             
 
  Home - Notícias - Solla acionará Herzem Gusmão na Justiça por desapropriação “criminosa”
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
NOTÍCIAS
 
Solla acionará Herzem Gusmão na Justiça por desapropriação “criminosa”
19/03/2017 12:56:05

O deputado federal Jorge Solla (PT) acionará a Justiça contra o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), para evitar que novas ordens de desapropriação de imóveis em áreas irregulares sejam executadas, bem como responsabilizar o prefeito e gestores envolvidos na desapropriação da Comunidade Maravilhosinha.

 

“O que Herzem fez é inconstitucional porque atenta contra o princípio da dignidade da pessoa humana. É criminoso porque deixou desabrigadas centenas de cidadãos, sem que houvesse nenhuma urgência circunstancial para a desocupação daquela área, sem diálogo, sem planejamento para realocação daquelas famílias. É cruel porque sequer houve notificação, as pessoas foram acordadas na madrugada e não tiveram tempo para retirar seus móveis e bens pessoais”, condenou o petista.

 

Na madrugada de sábado (18), às 4h, equipes da prefeitura surpreenderam as cerca de 100 famílias que moravam na localidade com a demolição total de todas as edificações construídas na localidade, no bairro Zabelê, às margens do Anel Rodoviário Jadiel Matos. Em nota oficial, a prefeitura disse que “as ações irão continuar de modo a garantir a proteção das áreas públicas” e orientou moradores de áreas ocupadas a abandonarem seus imóveis.

 

“Vamos ingressar com uma ação popular demonstrando a ilegalidade do ato, o abuso do direito, para evitar que novas famílias sofram esse drama. Existe todo um protocolo com etapas que precisam ser cumpridas de assistência social e notificação das famílias e nada foi feito, imperou o método do chicote que até mesmo na direita imaginávamos que estava superado”, completou Solla.

 


 
 

 

 


 

 

 
 



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



 
 
create', 'UA-40109063-1', 'noticiacapital.com.br'); ga('send', 'pageview');