Página Inicial  |  Perfil  |  Equipe  |  Contato  | 
Links

  

redacao.noticia@noticiacapital.com.br
71 9128-9520

                             
 
  Home - Notícias - Bahia goleia e Vitória empata na 1ª rodada do CB
 

Categorias

  Brasil
  Cultura
  Cursos & Concursos
  Dos Blogs & Sites
  Economia
  Educação
  Entrevistas e Reportagens
  Esporte
  Geral
  Internacional
  Mosaico
  Municípios
  Notas
  Opinião
  Politica
  Salvador
  Saúde & Medicina
  Turismo
 

Colunistas

 Agenor Calazans
 Aldo Trípodi
 Alessandra Nascimento
 Gerson Brasil
 Gil Vicente Tavares
 Guto Amoedo
 Kim Niederauer
 Marcelo Torres
 Valter Xéu
 Vitor Carvalho
 

Serviços

  Coelba
  Embasa
  Auxílio a Lista
  Prefeitura de Salvador
  Previdência Social
  Receita Federal
 
NOTÍCIAS
 
Bahia goleia e Vitória empata na 1ª rodada do CB
14/05/2017 19:08:39

No domingo das mamães, uma reestreia auspiciosa do Bahia na Série A, como nunca dantes acontecera. Enfiou, na Fonte Nova, diante de sua torcida, uma goleada histórica ( 6 x 2 ) no Atlético do Paraná, fazendo uma partida muito boa, até fora do comum. Um retorno, após dois anos na segundona, de encher os olhos.

Na mesma tarde domingueira, mas lá no sul, em Floripa (SC), o Vitória , campeão baiano, empatou com o Avai, sem gols, numa partida equilibrada em que os sistemas defensivos prevaleceram e os ataques finalizaram pouco. Sem Kanu na zaga, sem contar com os centroavantes artilheiros Kieza e André Lima, estreando o treinador Petkovic ... um resultado aceitável para o rubro-negro baiano.
**
Só deu Bahêa na Fonte

O Bahia teve a iniciativa do jogo desde que a bola rolou, ofensivo. O Atlético estudando o adversário, apostando no contragolpe agudo. Aos poucos, já que o tricolor atacava sem finalizar com êxito, o rubro-negro paranaense foi se soltando, arriscando, e...
- Aos 14’, numa trama pela esquerda, o meia Guilherme recebeu livre na grande área e, com classe colocou rasteirinho no canto: 1 x 0, no primeiro chute a gol dos visitantes.

O Bahia continuou pressionando, atacando, dominando as ações mas errava sempre na hora da definição, no último passe, na finalização sem precisão. O Atlético (PR) continuou atrás, saindo só na boa.

- De tanto insistir, o empate, enfim, saiu aos 33 min, após uma cobrança fechada de escanteio executada por Juninho; Tiago subiu muito, na primeira trave e testou forte: 1 x 1. Merecido.

- Aos 36, Regis bateu forta da entrada da área, mas o goleiro Wenderson, seleção brasileira, defendeu bem.

- Aos 38, após cobrança de falta, a bola resvalou na disputa pelo meio da área e sobrou para Marcão livre pela esquerda; ele finalizou, Jean defendeu mas deu rebote e o mesmo Marcão bateu rasteiro: 2 x 1.

- O tricolor não esmoreceu e continuou em cima. Aos 39’, Ze Rafael, entrou driblando pelo meio, a bola repicou na zaga mas o avante pegou a sobra e deu um tapinha, de primeira, por cima do goleiro, fazendo golaço, empatando mais uma vez: 2 x 2.
- Aos 41’, Regis recebeu limpa de Alione na meia lua, livrou-se da marcação e bateu de canhota, colocado, virando o jogo com um golaço!: 3 x 2, Bahia.

- Dois minutos depois, foi a vez de Edigar Junio, arrancando pela direita; levou a zaga e bateu cruzado, rasteiro, no cantinho, fazendo 4 x 2.

- Aos 46’, o tricolor entrou trocando passes pelo meio da zaga sulista e Régis, recebendo de Ze Rafael, deu um totó de direita por cima do goleirão, em bela feitura: 5 x 2, Bahia!
*
Jogão de bola, muito bom de ver, com sete gols, alguns de bela feitura, no primeiro tempo da Fonte Nova, a torcida tricolor em êxtase. Como há muito não se via!
*
O tricolor voltou ainda fogoso dos vestiários e logo no 1º minuto Zé Rafael recebeu de Régis e bateu forte, por pouco não acertando o alvo. Aos 8 minutos, mancando, sentindo músculo da coxa, Régis arriou em campo, pedindo substituição. Diego Rosa entrou no lugar.
A partida seguiu bem movimentada, lá e cá, o tricolor não abdicou de atacar. Aos 22’, saiu Zé Rafael, o melhor em campo, talvez sua melhor partida com a camisa tricolor, entrou o centroavante Gustavo. Depois, Guto pôs Maikon Leite no lugar de Edigar Junio.
- Aos 25’, após cabeçada frontal de Edson, Wenderson salvou o sexto gol. Dois minutos depois, após trama pela direita e grande jogada de Eduardo, Édson, na frente da pequena área, estufou as redes, ampliando: 6 x 2 Bahia. O tricolor absoluto em campo.
- Aos 40, Maikon Leite ganhou na velocidade, tirou do goleiro mas a zaga sulista salvou o sétimo, em cima da linha. O tricolor com apetite, até o final. Surpreendente.

*
Zé Rafael, o melhor enquanto esteve em campo, seguido de perto por Régis. Muito bem o lateral Eduardo, Tiago, Édson, Juninho, Edigar Júnio...
Os estreantes em Série A: o goleiro Jean, com os nervos à flor da pele; o lateral Materus Reis, bem mas sem brilho; Juninho, o mais à vontade na estreia.
Vacilou o treinador Paulo Autuori ao poupar alguns titulares do Atlético, visando o jogo pela Libertadores no meio da semana, quebrando o coletivo da equipe, mostrando a fragilidade do elenco. E ficou muito feito para o goleiro Wénderson, da seleção brasileira, a balaiada de gols sofridos.

*
O Bahia vai com moral a Recife, no meio da semana, para o primeiro combate contra o Sport pelo título do Nordestão 2017. Espero que não tenha esgotado o estoque.
*
Equilíbrio no Ressacada:

Em Florianópolis, vimos um Avaí tímido, na espera, e o time baiano foi se impondo, como se estivesse em casa, com as rédeas da partida quase todo o tempo.

- Por volta dos 30, William Farias acertou a trave, talvez a melhor chance dos baianos durante os 90 minutos. Pouco depois, noutra boa jogada do apoiador William Farias, Deivid chegou a empurrar para as redes mas a arbitragem viu impedimento.
O rubro-negro baiano foi melhor, teve mais a bola, trocou passes mas finalizou pouco. O Avai atuou muito atrás, respeitando demais a equipe visitante. Chegou em contra-ataques, algumas vezes com perigo.

Foi o retrato da primeira etapa. Empate justo, um 0 x 0 que denunciou a incapacidade ofensiva das equipes.
*
No começo da segunda etapa... o mesmo desenho: o Avaí na espera e o rubro-negro baiano à vontade, trabalhando a bola, chegando mais na área adversária e sentindo falta de um goleador. O Avaí, com o decorrer do tempo, foi se soltando, tornando-se mais ofensivo e até carimbou a trave de Fernando Miguel.

O jogo ficou ‘arriscoso’ e indefinido até o final. Mas o gol não saiu.
**
Outros resultados:
Pela primeira rodada do Brasileirão 2017:
- Flamengo 1 x 1 Atlético Mineiro
- Corínthians 1 x 1 Chapecoense
- Flamengo 3 x 2 Santos
- Palmeiras 4 x 0 Vasco
- Cruzeiro 1 x 0 São Paulo
- Ponte Preta 4 x 0 Sport

(Foto do EC Bahia)


 
 

 

 


 

 

 
 



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.



 
 
create', 'UA-40109063-1', 'noticiacapital.com.br'); ga('send', 'pageview');