Nizan Guanaes terá de pagar R$40 mil a Bell Marques por ofensa na internet

      

O publicitário baiano Nizan Guanaes perdeu mais um round na disputa judicial travada com o cantor Bell Marques desde 2010, quando foi processado por postar na internet declarações consideradas ofensivas pelo ex-líder da banda Chiclete com Banana. Em decisão publicada ontem pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), a desembargadora Licia de Castro Laranjeira rejeitou o recurso especial interposto pelos advogados de Nizan contra a sentença que o condenou, em outubro de 2014, a pagar R$ 40 mil de indenização por danos morais ao artista.

Para lembrar
A queda de braço entre Bell e Nizan começou em 12 de janeiro de 2010. À época, o publicitário associou o cantor ao período de decadência vivido pela capital baiana. “Salvador está como Bell: careca e fingindo que tem trança. Essa indústria do axé, personificada em Bell, só destrói a Bahia”, afirmou, em seu Twitter. No dia seguinte, pediu desculpas publicamente e em carta pessoal enviada ao artista, disse que errou ao jogar nele seu “bode” com o empresariado da axé music, mas o ex-chicleteiro decidiu levar o caso à Justiça um mês depois. (Da Coluna Satélite/Correio)