Morre o cantor e compositor Luiz Melodia

      



Faleceu esta manhã, no Rio de Janeiro, os 66 anos, o cantor e compositor carioca Luiz Melodia. Ele enfrentava um câncer diagnosticado em abril deste ano - o mieloma múltiplo - que se desenvolve nas células sanguíneas.

Melodia chegou a fazer um transplante de medula óssea, mas não vinha respondendo bem às sessões de quimioterapia.

O óbito se deu por volta das 5 da manhã no hospital Quinta D´or, onde artista estava internado. A família considera realizar o velório na quadrada Escola de Samba Estácio de Sá.

Luiz Carlos dos Santos nasceu em 7 de janeiro de 1951 no Morro de São Carlos, no Estácio, Região Central do Rio. Daí sua ligação afetiva com a escola, declarada em canções como Estácio, Holly Estácio. Iniciou a carreira na música em 1963, influenciado pelo pai, o sambista Oswaldo Melodia. Adolescente, começou flertando com a Jovem Guarda e a Bossa Nova. Compunha e tocava e sucessos do gênero com o grupo Instantâneos, formado com amigos.

Iniciou a carreira na música em 1963, influenciado pelo pai, o sambista Oswaldo Melodia. Adolescente, começou flertando com a Jovem Guarda e a Bossa Nova. Compunha e tocava e sucessos do gênero com o grupo Instantâneos, formado com amigos.

A mescla dessas experiências com o universo do samba em que ele se criou resultou num estilo único que, aliado a uma voz marcante, chamou atenção de diversos intérpretes e poetas, como Wally Salomão, Torquato Neto, e Gal Costa. Em 1972, gravou com a baiana - que elegeu melodia como um de seus compositores prediletos - o disco Gal a todo vapor.