Vitória vence a Ponte Preta por 3 a 1

      



Na quarta-feira (02), o Vitória venceu a Ponte Preta por 3 a 1, espantando o jejum de quase dois meses sem vencer na Toca. Uma vitória que mereceu comemoração, mas com moderação. A tropa rubro-negra já está pensando no Flamengo, próximo domingo (6), no Rio de Janeiro.

Foi um início eletrizante. No primeiro minuto de jogo, Neilton cobrou escanteio na cabeça de Tréllez, que fuzilou para dentro do gol de Aranha. A bola na rede esquentou o jogo e a torcida, que não demorou para gritar novamente um gol rubro-negro. Aos 12 minutos, Neilton aproveitou cruzamento na área, dominou, e bateu no cantinho. Placar esticado em menos de 15 minutos de jogo. Natural o time relaxar, né? Negativo. O Leão estava com fome. E o colombiano tratou de ampliar ainda mais. Aos 35 minutos, David deu de bandeja o segundo gol de Tréllez no jogo.

No segundo tempo, um pequeno susto. A Ponte diminuiu, ainda nos três primeiros minutos da última etapa. Apenas um susto. O Vitória continuou criando e poderia ter ampliado com boas chances de David, Juninho e do próprio Tréllez. Mas o Leão já estava de barriga cheia. Um triunfo para dar ainda mais moral para a virada de turno. Os atletas retornam aos trabalhos nesta quinta-feira (3) à tarde, e viajam para o Rio de Janeiro no dia seguinte. O volante Uillian Correia levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso para o duelo de rubro-negros.

FICHA TÉCNICA
Vitória 3×1 Ponte Preta (Série A / 18ª rodada)
Local: Barradão, em Salvador
Data: 02/08/2017
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Leone Carvalho Rocha e Márcio Soares Maciel (trio goiano)
Cartões amarelos: Yago, David e Uillian Correia
Gols: Santiago Tréllez (2) e Neilton (Vitória); Elton (Ponte Preta)
Renda: R$ 50.332,50
Público: 5.247 pagantes
Vitória: Caíque; Caíque Sá, Wallace, Kanu e Juninho; Ramon, Uillian Correia, e Yago (Patric); Neilton (André Lima), David e Santiago Tréllez (Danilinho). Técnico: Vagner Mancini.
Ponte Preta: Aranha; Jeferson (Nino Paraíba), Marllon, Rodrigo e Danilo; Naldo, Elton, Jádson (Renato Cajá) e Maranhão (Felipe Saraiva); Lucca e Emerson Sheik. Técnico: Gilson Kleina (Do EC Vitória)