OutraBahia: jornalistas lançam site

      



Um site/portal diferente, que já pode ser clicado e visto a partir desde terça, dia 8, e se propõe como "o avesso do avesso" daquilo que aí está posto. Sem amarras ideológicas, nenhum preconceito, bom humor e em defesa da vida, do respeito pelo ser humano e pela coisa pública. Nada de idolatrias, olho aceso, notícia limpa e linguagem moderna. Esse é o compromisso do "Outra Bahia" – O avesso do avesso’, um site semanal de informações com atualização diária. 

O "avesso" significa uma abordagem de assuntos que não estão na pauta da grande mídia, "de certo modo comprometida, ou um outro viés da notícia que está girando". ‘Nos interessa saber, por exemplo, por que a Operação Lava-Jato não chegou de vera na Bahia ou quando chegará" , diz o jornalista Césio Oliveira, um dos criadores do site.

A política, a segurança pública, as questões ambientais, a educação, a saúde, a cultura, o esporte estão na mira. Como o comportamento, as baianices, as gafes, os mal ditos e o malditos também. "Outra Bahia é não confundir jamais João Gilberto com João Gualberto", instiga Vander Prata, jornalista e outro dos criadores do site.

Na primeira edição que entru no ar na terça-feira, dia 8, já dá para ver e sentir o tom. A começar pela entrevistada: Laila Garin. A baiana de Oxum desde 2013 ganha prêmios e já é considerada a mais nova estrela no cenário artístico nacional. Melhor atriz de teatro, melhor cantora de musical. Estrela de "Elis, a musical" (2013) e de outros espetáculos, recentemente encantou em "A gota dágua, a seco". Laila lança esta semana no Rio e São Paulo o seu primeiro CD: "Laila Garin e A Roda", dirigida por Ney Matogrosso. Em entrevista exclusiva fala de seus planos e da importância do brasileiro ter acesso às artes.

Tem uma reportagem especial, assinada por Eleonora Ramos, sobre a matança de jovens negros pobres e sem escola, na Bahia; denúncias sobre a gestão do perpétuo Ednaldo à frente da Federação Baiana de Futebol; uma matéria sobre a agonia do rio Jaguaribe; textos sobre as Feiras de Livros no Estado e a festa de Nossa Senhora da Boa Morte, em Cachoeira; e ainda a intrigante peça laudatória da vagina da senhora mãe de um nobre deputado baiano, o ex-PM e ex-gay Isidório. Tem mais, vídeos, áudios, ilustrações, charges. E muito espaço aberto para novos jornalistas, cronistas, fotógrafos, chargistas, documentaristas, novos talentos da Bahia.

"Outra Bahia" é fruto de uma criação coletiva de jornalistas rodados (Césio Oliveira, Vander Prata, Zedejesusbarreto), publicitário Haroldo Cardoso e o artista gráfico Zimaldo Melo. São colaboradores Jorge Matos (diretor comercial), Mário Santana (diretor de arte), Pablo Oliveira, Renato Pinheiro, Carlos Caetano, Dario Guimarães, Wilson Mário de Feira de Santana, ladeados por outros jovens iniciantes, Ana Paula Medina, Bernardo Cardoso, para dar ainda mais molho. Parceiros, colaboradores, articulistas e colunistas e o leitor, claro. O site vai interagir totalmente com o internauta.