Reestruturação de linhas de ônibus terá continuidade no próximo dia 02

      



A partir d​a próxima quinta-feira (2), a Prefeitura dará início à segunda fase da reestruturação das linhas do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus da capital baiana. As alterações estão divididas em três etapas. A primeira delas, que ocorre no feriado de Finados, vai envolver 19 linhas e beneficiar diretamente 11 comunidades​: Vila Rui Barbosa, Ribeira, Rua Direta/Uruguai, São Marcos, Vale dos Lagos, Mata dos Oitis, Canabrava, Jardim Nova Esperança, Vilamar, Pau da Lima e Nova Brasília.

A linha Nova Brasília-Narandiba, por exemplo, será substituída por Nova Brasília-Estação Pirajá. Ao chegar à estação, o passageiro poderá acessar o ônibus Estação Pirajá-CAB, ou ainda, utilizar o metrô até a Estação Acesso Norte e integrar com outro ônibus até Narandiba. Com isso, o atendimento passa de 160 para 20 minutos de intervalo, e de cinco para 120 viagens por dia.

Outras linhas que passarão por alteração são Nova Brasília-Comércio, Canabrava-Estação Pirajá R1 e São Marcos-Lapa/Barra (confira a lista completa em anexo). Nessa segunda fase, a reestruturação segue o mesmo princípio da ​etapa​ anterior, que é a melhoria de atendimento nos bairros com o aumento no número de viagens e de frequência dos coletivos​,​ além da redução no tempo de espera nos bairros.

As segunda e terceira etapas estão previstas para o dia 11 e 18 de novembro, respectivamente. As mudanças do dia 11 beneficiarão os eixos Brotas/Centro e Itapuã/Praia do Flamengo, e as do dia 18, as comunidades de Valéria e Cajazeiras. As alterações são baseadas em estudos técnicos que preveem, em todos os casos, diminuição no tempo de viagem e um transporte público integrado, com mais conforto e celeridade. A reestruturação completa será feita, gradativamente, até fevereiro de 2018.

Reuniões – A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) realiza reuniões em diversos bairros da cidade, desde a última terça-feira (24), para orientar moradores quanto às mudanças. Segundo o coordenador de Programação e Avaliação Operacional do Transporte Público, Jessé Ferreira, os encontros têm sido muito proveitosos. “Nós temos explicado sobre o ganho que a população tem, como menor tempo de espera nos pontos de ônibus, menor tempo de viagem e ampliação de atendimento para várias regiões de Salvador e RMS, pagando apenas uma tarifa”, diz.

Professor, líder comunitário e residente de Valéria há 42 anos, Didi do Cavalo participou do encontro realizado no bairro, na última terça. “Esse diálogo entre o poder público e a comunidade é muito válido. Estaremos aqui para apoiar toda mudança que traga benefícios para a comunidade” frisou.