Traficantes usavam câmeras para vigiar moradores e polícia no Uruguai

      



A Polícia Militar descobriu mais um esquema de videomonitoramento de traficantes para vigiar moradores e policiais em Salvador. Dessa vez, as câmeras foram encontradas no bairro do Uruguai, durante uma operação nesta quarta-feira (1º). Na ocasião, foram presos Luan Oliveira Azevedo dos Santos, 19 anos, e Eduardo Silva Oliveira, 20.

Segundo a PM, equipes da 17ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Uruguai) foram atender a uma ocorrência de tráfico de drogas e de um videomonitoramento na localidade do Gueto, como parte da Operação Cidade Baixa em Paz. Ao chegar no local, notaram câmeras em alguns postes de energia.

Um adolescente de 16 anos que estava com uma mochila com lança-perfumes foi abordado e encaminhou a PM até a casa onde funcionava uma espécie de central de câmeras. Lá, Luan e Eduardo estavam supervisionando as imagens. Com eles foram encontrados quatro monitores e câmeras, 19 frascos de lança-perfume, 200 gramas de maconha, um colete balístico, sete pedras de cocaína, um uniforme camuflado e diversos plásticos para embalar drogas.


“Recebemos denúncias, através das redes sociais, de práticas criminosas no Uruguai e Massaranduba e estamos intensificando as ações. Conseguimos remover todos os equipamentos de vídeo da quadrilha. Agradecemos o apoio da população”, declarou o comandante da 17ª CIPM, major Everton Monteiro Leal.

Luan e Eduardo foram apresentados na Central de Flagrantes e o menor de idade encaminhado até a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI).

Outro caso
Essa não é a primeira vez que a polícia descobre um esquema de monitoramento para o tráfico de drogas. Em setembro, no bairro de Paripe, a polícia desmontou outro sistema de câmeras. Lá, os traficantes acompanhavam a rotina no bairro em tempo real através do celular. As câmeras foram retiradas e apreendidas.

Na ocasião, a PM havia ido ao bairro em busca do traficante conhecido como Ciel, após reconhecerem a residência, através de um vídeo postado nas redes sociais. Nas imagens, Ciel estava impondo castigos físicos a dois adolescentes, acusados de estupro. O suspeito conseguiu fugir. (Do correio24horas)