Vitória vence o Palmeiras por 3 a 1

      



O Vitória venceu o Palmeiras, atual campeão brasileiro e um dos concorrentes ao título – ou pelo menos era – por 3 a 1, com propriedade. Com o resultado, o Vitória sai da zona, mas a luta pela permanência ainda não acabou e restam mais cinco batalhas antes do final feliz. Antes mesmo do início do jogo, o Barradão parecia com um clima positivo. A torcida não escondia a fé e já empurrava o time antes mesmo de o Leão entrar em campo, com os tradicionais gritos de guerra da arquibancada. Porém, no momento de qualquer palavra de ordem sobre o Barradão, o grito saía tímido, pelo menos até os 5 minutos de jogo. Após bela jogada de David, Yago estufou a rede e tirou o primeiro grito de gol da garganta da torcida. O Vitória, de fato, estava jogando em casa. Dominando todos os setores, o segundo gol não demorou para sair. Aos 14 minutos, Tréllez ampliou.

O Vitória continuou bem no embate, mas o Palmeiras acabou diminuindo. Tensão? Não. A torcida não parava de gritar, empurrando seus guerreiros. O resultado foi o terceiro gol, novamente com Yago, aos 39 minutos. No segundo tempo, o Leão passou a cadenciar a partida e quase Tréllez faz o quarto, de cabeça. Porém, o juiz acabou expulsando Correia, ainda na metade da última etapa. Mancini fez as mudanças necessárias e, mesmo sem a maior parte da posse de bola, o Vitória soube segurar bem o Palmeiras e manteve o placar, desenhado ainda no primeiro tempo. O segundo tempo ficou reservado para um golaço, mas da torcida, que cantou em couro a frase “ô, o Barradão voltou!”. Brocamos! Atropelamos!

Para o duelo diante do Grêmio, no próximo domingo (12), o Leão não poderá contar com Correia e Yago, suspensos, além de Wallace. Porém, terá o retorno do atacante Neilton. O elenco se reapresenta nesta sexta, à tarde.

FICHA TÉCNICA
Vitória 3×1 Palmeiras (Série A / 33ª rodada)
Local: Barradão, em Salvador
Data: 08/11/2017
Árbitro: Dewson Fernando Freitas, auxiliado Hélcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra (trio paraense)
Cartões amarelos: Yago e Renê Santos
Cartão vermelho: Uillian Correia
Gols: Yago (2) e Tréllez (Vitória); Dudu (Palmeiras)

Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Wallace e Geferson, José Welison (Carlos Eduardo), Fillipe Soutto (Ramon), Uillian Correia e Yago (Renê Santos); David e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.

Palmeiras: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Bruno Henrique (Fernando), Tchê Tchê e Moisés; Keno (Guerra), Dudu e Erik (Roger Guedes) . Técnico: Alberto Valentim. (Do EC Vitória)