PF e INSS fazem operação na Bahia contra fraudes

      



Desde o início da manhã de hoje que agentes do INSS e da Polícia Federal começaram uma ação buscando combater a atuação de um grupo suspeito de fraudes à Previdência Social. O prejuízo é de R$ 500 mil. A operação de nome Contrafeito está sendo executada por 50 Policiais Federais e 12 servidores da Previdência Social que cumprem nove mandados de busca e apreensão em Salvador.

As investigações mostram que o grupo suspeito atuava desde 2012 e os envolvidos utilizavam documentos falsos para darem entrada em processos de requerimento de benefícios previdenciários. Na prática, eram utilizados relatórios e exames médicos falsos com o auxílio de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), também envolvidos nas fraudes.


A Polícia Federal não deu detalhes sobre os envolvidos nas fraudes, nem o que foi apreendido. Também não há informações de como e quando as investigações começaram.