Nelson Sargento homenageado no Dia do Samba

      



Dono de um repertório e de uma memória invejáveis, aos 93 anos, Nelson Sargento será o homenageado da edição 2017 do Dia do Samba, no próximo sábado, dia 02 de dezembro, no Terreiro de Jesus. Os shows, que incluem artistas como Mariene de Castro, Nelson Rufino, Lazzo, Juliana Ribeiro e Gerônimo, começam às 18h e contarão com a apresentação do próprio Nelson Sargento. Entre as canções que ele cantará para o público estão dois de seus clássicos: “Agoniza mas não morre” e “Falso moralista”. O evento é gratuito e aberto ao público.

Fonte permanente de consultas para a elaboração de reportagens, livros e filmes, Sargento é a memória viva do samba carioca e do morro da Mangueira. Com o impulso de seus primeiros sucessos no carnaval do Rio, ele passou a fazer parcerias com grandes nomes da MPB, como Cartola, Jamelão, Nelson Cavaquinho, Alfredo Português e Ivone Lara. Também teve sambas gravados por Chico Buarque e por Beth Carvalho.

Realizado há 45 anos em Salvador, o evento do Dia do Samba tem direção geral de Edil Pacheco, direção de produção de Paulo Dourado, e patrocínio da Prefeitura de Salvador, através da SALTUR. O objetivo do projeto é o de reafirmar que o samba nasceu na Bahia, nas rodas de samba e batucadas realizadas nas senzalas do Recôncavo Baiano, e também o de resgatar essas origens, mantendo viva a memória nacional.