Livro retrata personagens pitorescos da Baixa dos Sapateiros

      



Personagens marcantes de uma das áreas comerciais mais conhecidas de Salvador, que viveram o auge da fama e popularidade entre os anos de 1970 e 1990, estão retratados no livro Na Baixa dos Sapateiros (Editora Expoart, 88 páginas), de Leopoldo Bokor, que será lançado no dia 16 de dezembro (sábado), às 10 horas, na Biblioteca Goethe-Institut – Instituto Cultural Brasil-Alemanha. A publicação reúne episódios inusitados, casos engraçados e fatos curiosos de pessoas como o lavador e guardador de carros Alemão, que só trabalhava fardado e tinha orgulho da sua “fórmula secreta” para lustrar os automóveis; o comerciante Oliveira, que se gabava de burlar o fisco enquanto seu sócio não cansava de tentar conquistar as clientes; a excêntrica travesti Rogéria, que ganhou o apelido em alusão à famosa atriz e travesti carioca; e a misteriosa Mulher de Roxo, que virou tema de inúmeras reportagens e documentários e até serviu de inspiração para personagem de filme. No total o livro traz dezenas de perfis e casos que marcaram época e se misturam à história da própria Baixa dos Sapateiros, que durante décadas teve vida própria e era vibrante e divertida junto com suas figuras pitorescas. Na Baixa dos Sapateiros tem patrocínio da RedeMix, através do Programa Estadual de Incentivo à Cultura – Fazcultura, do Governo do Estado da Bahia e pode ser acessado online pelo site adoroler.com.br.
O testemunho de tantas histórias e com tamanha riqueza de detalhes vem do próprio autor do livro, que durante quatro décadas frequentou diariamente a Baixa dos Sapateiros, onde trabalhou no ramo de móveis e colchões, e conviveu com os personagens. “A ideia de escrever sobre a ‘Baixa’, como a rua era carinhosamente chamada, surgiu do saudosismo que eu sentia daquela época de efervescência da região e da vontade de fazer com que outras gerações conheçam essas histórias. À medida que eu redigia, sentia cada vez mais a necessidade de destacar os personagens, de colocar no papel essas pessoas, ao mesmo tempo tão simples e tão complexas”, comenta Leopoldo Bokor, ressaltando que muitas das histórias até hoje são cercadas de mistério e misturam relatos reais com possíveis boatos.
A publicação reúne fotografias e ilustrações dos artistas plásticos Antonello L`Abbate, César Romero, Chico Liberato, Chico Mazzoni e Sante Scaldaferri e traz um panorama da Baixa dos Sapateiros, oficialmente intitulada de Rua Dr. J. J. Seabra, local que abrigou o primeiro cine teatro de Salvador, o Jandaia; onde foram também colocados os primeiros trilhos de bonde e foi a primeira rua de “comércio” da dita Cidade Alta - embora a rua se estenda em um plano intermediário entre a Cidade Baixa (o Comércio) e a Cidade Alta (Rua Chile, Avenida Sete, etc). Depois de anos de efervescência comercial, com suas variadas lojas de confecções, tecidos, mobiliarias, bares, loja de ferragens e de louças, entre outras, a Baixa dos Sapateiros viveu sua decadência, a partir do final da década de 1990, provocada principalmente pelo crescimento do comércio popular na Avenida Sete, aliado ao surgimento dos shoppings e das grandes redes de lojas.


Serviço
Lançamento do livro Na Baixa dos Sapateiros
Autor: Leopoldo Bokor
Ilustrações: Antonello L`Abbate, César Romero, Chico Liberato, Chico Mazzoni e Sante Scaldaferri
Data: 16 de dezembro de 2017, das 10h às 12h
Local: Biblioteca Goethe-Institut – Instituto Cultural Brasil – Alemanha (Av. Sete de Setembro, 1809, Vitória)
Informações: (71) 99972-7474
Patrocínio: O projeto tem patrocínio da RedeMix e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.