Estado Islâmico reivindica atentado contra centro cultural em Cabul

      



O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado suicida hoje (28) contra um centro cultural xiita em Cabul, em que pelo menos 40 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas. A informação é da Agência EFE. Por meio do site Amaq, vinculado ao grupo, os jihadistas afirmaram que um integrante do Estado Islâmico detonou a bomba que levava no corpo. O centro cultural recebe apoio iraniano. De acordo com a nota, o atentado matou 100 pessoas e feriu pelo menos 120.

Os atentados contra a minoria xiita são comuns no Afeganistão e o último de grandes proporções ocorreu em outubro. Na ocasião, 39 pessoas morreram e 45 ficaram feridas em Cabul. A ação também foi reivindicada pela organização.