Sem praia: eleitores passam domingo de sol na fila do TRE

      



Salvador amanheceu neste domingo (21) com um sol intenso, típico de Verão. Mas, em vez de aproveitar o dia na praia, milhares de eleitores foram à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), no Centro Administrativo (CAB), para tentar fazer o recadastramento biométrico. No primeiro domingo de atendimento - realizado por ordem de chegada - uma fila enorme se formou e chegou até a região da Avenida Paralela.

Segundo a assessoria do órgão, que vai funcionar hoje até as 18h, são esperadas 8 mil pessoas. No próximo domingo, 28, também haverá atendimento no local.


De banquinho alugado por R$ 5 e cerveja na mão, o atendente de telemarketing Erick Alexandre aguardava ansiosamente para ser atendido. Morador do bairro de Caminho de Areia, o rapaz confessa que só se preocupou em regularizar sua situação eleitoral recentemente. “Achei que não precisava, não estava dando a mínima, achei que sempre iam prorrogar. Quando eu vi que ia acabar mesmo, me desesperei”, assume ele, que, apesar da preocupação, chegou ao tribunal às 10h30 e estava quase no final da fila.


São esperados oito mil eleitores no 1º dia de atendimento aos domingos (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)
Um pouco mais à frente, Rosimeire Macedo segurava um guarda-chuva para se proteger do calor. A estudante de 36 anos relata que, assim como Erick, não estava preocupada com a situação e nem achava importante. Porém, quando se deu conta de que perderia o benefício do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) e não poderia renovar a matrícula da sua faculdade, ficou apreensiva. “Acho que deveriam estender o prazo. Nós, brasileiros, somos assim, deixamos sempre de última hora. É assim mesmo”, comenta. Há quem discorde. “Não é última hora. Ainda está em tempo”, opina Augusto Nin, estudante de 20 anos, que também estava aguardando sua vez.

Mesmo indo até as 18h hoje, quem ainda estiver na fila após o horário de encerramento será atendido, segundo o TRE. O prazo para os eleitores realizarem o procedimento obrigatório vai até o dia 31 de janeiro.


Banquinhos são alugados para tentar facilitar a espera (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Veja os postos para fazer a biometria sem agendamento:

1. Sede do TRE-BA - Na 1ª Avenida do Centro Adminstrativo da Bahia (CAB), por ordem de chegada, inclusive aos sábados e nos dias 21 e 28 (domingo). O atendimento começa 8h.

2. Assembleia Legislativa - No Centro Administrativo da Bahia com 40 senhas pela manhã a partir de 8h e 40 pela tarde

3. Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA) no Centro Administrativo da Bahia - com 110 senhas/dia

4. Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) no Centro Administrativo da Bahia (CAB) com 40 senhas pela manhã e 40 pela tarde

5. Ministério Público (Nazaré) com 30 senhas pela manhã e 25/tarde. Funciona a partir de 8h.

6. Estação Pirajá do Metrô - distribui 400 senhas por dia, funcionando também aos sábados, das 7h às 12h.

7. Estação Bonocô do Metrô com 250 senhas por dia a partir de 7h.

8. Estação Ferroviária da Calçada com 250 senhas por dia a partir de 7h.

 

Confira os documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico:

- Documento oficial de identificação com foto (Ex.: original e cópia de RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);

- Comprovante de residência atual original e cópia (emitido há, no máximo, três meses), no nome do eleitor ou de um parente, devendo comprovar o parentesco;

- Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: original e cópia da certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);

- Se for tirar o 1º título eleitoral, necessita-se ainda da original e cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

- A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, por não conter a filiação.

- O eleitor que tiver o título eleitoral anterior deve levá-lo na hora de fazer o recadastramento biométrico. Caso o tenha perdido não é necessário levar boletim de ocorrência.

- Antes de comparecer ao cartório, é necessário ao eleitor consultar a existência de débitos com a Justiça Eleitoral. Para isso, bastará acessar o site (www.tre-ba.jus.br). A pesquisa é feita, por meio do menu principal, seguindo o caminho: Eleitor > Débitos do eleitor. Caso exista débito, a multa deverá ser paga previamente. O comprovante de pagamento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

ATENÇÃO!
Na Bahia, 54 municípios estão passando por recadastramento. Com isso, os eleitores que não atenderem à convocação da Justiça Eleitoral até a data limite (31 de janeiro de 2018) terão seus títulos cancelados. Além de não poder votar nas Eleições 2018, o eleitor ficará impossibilitado – por exemplo – de obter passaporte, tomar posse em concurso público e receber auxílios do governo, a exemplo do Bolsa Família. (Do correio24horas)