PALESTRAS DE EMPREGADOS DA FORD EM CAMAÇARI MOTIVAM ESTUDANTES DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO

      



Ouvir histórias reais de superação e sucesso profissional pode ser muito inspirador para jovens do Ensino Médio, que estão no momento de escolher qual carreira seguir. Nesta segunda-feira, 22 de janeiro, dois empregados da Ford fizeram palestras motivacionais para os alunos da terceira edição do Programa Ford de Educação para Jovens, em Camaçari (BA).

Na parte da manhã, o analista de Recursos Humanos João Gomes, 30 anos, falou sobre carreira e vocação profissional. Ele também compartilhou um pouco de sua história, contando que estudou em escola pública, prestou vestibular para Direito e para Produção Cultural, mas acabou ganhando uma bolsa de estudos integral em uma faculdade particular de Psicologia, onde se formou. Pós-graduado em Comportamento Organizacional, ele ingressou na Ford em 2013, atuando na área de Relações Trabalhistas. Depois, migrou para o setor de Comunicação e Eventos e hoje atua como consultor de Desenvolvimento para Áreas de Engenharia.

“Eu tive algumas oportunidades na vida e soube aproveitá-las. Sempre fui um aluno regular, mas muito esforçado; estudava muito e trabalhava”, disse. Segundo ele, o estudo e o empenho de hoje são a base para o que será conquistado no futuro. “Preparem-se agora para que vocês estejam prontos para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades que virão”, reforçou.

Ele contou ainda que fez uma reserva financeira para estudar inglês no Canadá e nos Estados Unidos em 2016 e continua investindo no aprimoramento da língua. “Há pessoas com inteligência acima da média, mas a maioria é comum, como nós, e elas conseguem chegar aonde querem com dedicação e comprometimento”, frisou.

Na parte da tarde, a aula motivacional foi com Marcus Topazio, gerente de Engenharia de Manufatura e Manutenção da Montagem Final, que falou sobre a carreira dele e a importância de saber superar os obstáculos e dificuldades.

Após as palestras, a estudante Milene Emille Santos, 18 anos, entendeu que precisa pensar bem no que quer e procurar fazer cursos que estejam dentro das suas possibilidades financeiras para se preparar para as oportunidades que podem aparecer. “Desde pequena, eu penso em estudar Engenharia Civil, pois gosto muito de matemática e de construção. Ouvir a experiência de vida de João Gomes me mostrou como avaliar melhor a escolha da profissão, ter certeza se é isso mesmo que eu quero e saber que é possível seguir novos caminhos em outros momentos da vida.”

Criado em outubro de 2015, o Programa Ford de Educação para Jovens está contribuindo para mudar a realidade de centenas de estudantes baianos. Promovido pela Ford em parceria com o SESI e SENAI e com o apoio das Secretarias de Educação do estado e do município, o programa, voltado aos alunos do ensino público, prevê o desenvolvimento de competências de relacionamento e de gestão, com foco principal na postura e comportamento ético.

Atualmente, os alunos da terceira edição estão cursando o ciclo comportamental, que tem 150 horas de duração. Em breve, eles iniciarão os cursos técnicos, com duração de 160 horas, com opções de qualificação profissional nas áreas de Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Mecânico Automotivo e Logística. As aulas são ministradas no Senai Camaçari, de segunda a sexta-feira.

Como ação complementar ao curso, além de participar de palestras sobre carreira com executivos da Ford, os alunos têm a oportunidade de conhecer fábricas do Polo Industrial de Camaçari, como a própria planta da Ford que foi visitada pelo grupo em dezembro. Os jovens também estão recebendo os cuidados do Odontomóvel, outro projeto social realizado pela empresa que leva saúde bucal aos estudantes por meio de um consultório odontológico itinerante.

Todas as escolas públicas do município foram convidadas a participar do Programa de Educação, indicando os alunos que apresentaram as melhores notas de português e matemática ao longo do ano. Os 100 alunos com melhor pontuação foram convidados para o projeto, que já formou cerca de 200 jovens nas edições anteriores.