Bahia empata e torcedor pede saída do treinador

      



Por Zedejesusbarreto
Pouco mais de seis mil torcedores foram a Pituaçu no fim da tarde de sábado e saíram injuriados com o que viram em campo no empate Bahia 0 x 0 Fluminense de Feira, pelo Baianão 2018. Em coro gritavam : “Adeus Guto, adeus Guto” pedindo a saída do treinador que até agora, em quatro jogos, escalou quatro equipes diferentes e não conseguiu fazer uma partida convincente.

O time jogou muito mal, individual e coletivamente. Aliás, foi um joguinho infame. Pancadaria, jogadores machucados, dois com uma certa gravidade, duas expulsões (o Fluminense jogou toda a segunda etapa com um atleta a menos), passes errados, arbitragem confusa... Duro de ver.
*
Outros resultados: Juazeirense 2 x 0 Jacuipense (final); Vitória da Conquista 0 x 1 Jequié (em andamento).

*
Bola rolando/Pituaçu:
Nos primeiros 20 minutos não teve jogo. O tricolor da capital até tentava por a bola no chão, mas errava muito e o tricolor de Feira marcava duro, fazendo faltas seguidas, matando as jogadas às vezes com violência. Por volta dos 10 min, após uma disputa de bola faltosa, o lateral direito João Pedro sentiu o joelho e deu lugar ao improvisado Éverson.
Por volta dos 25’, Dinga e Everson se chocaram numa disputa de bola pelo alto e caíram desmaiados no gramado. DInga foi levado em ambulância para o HGE; está sob observação. Éverson não conseguiu voltar a campo e foi substituído pelo garoto João. Só depois desse incidente os atletas do Fluminense passaram a visar mais a bola e a partida melhorou um pouco.
Aos 35’ , o Bahia chutou pela primeira vez contra a meta adversária, por cima. Um minuto depois o Fluminense chegou, através de uma cobrança de falta, forçando boa defesa de Ânderson. Logo, o apoiador Rogério, que só fez bater, cometeu mais uma falta (em Mena), dessa vez sem bola, recebeu o segundo cartão amarelo e deixou sua equipe com 10 em campo.
Nada mais aconteceu, uma primeira etapa horrível.
*
O Bahia voltou dos vestiários tentando pressionar, buscando o gol, mas... mesmo com um a menos o Flu encarou e mostrou-se bem arrumado, resistindo bem e até assustando, aqui e ali, jogando até melhor em alguns instantes.
Aos 3’, Mena cruzou na cabeça do estreante Kayke, que testou mal. Um minuto depois, a resposta do Flu, com um chute de longe de Rodolfo para a espalmada de Ânderson. Aos 16’, Kayke girou de frente mas errou o alvo; Aos 40 minutos, a melhor chance, com Zé Rafael dividindo com o goleiro Deola e pipocando, perdendo o gol. Muitos erros de passe e pouca criatividade. Posse de bola mas objetividade nula. O torcedor vaiou no final: ‘Fora Guto !’, em coro.
*
Destaques: Becão, Gregore, Mena e Allione salvaram-se, jogando sério, tentando. E o goleiro Ânderson.
No Flu, o becão Raniere e o apoiador Rodolfo, pela vontade. Todo o coletivo pela disposição defensiva; bom trabalho do treinador Evandro Guimarães.
*
Ficha do jogo/escalações:
- Bahia : Anderson, João Pedro ( Éverson e depois João), Becão, Grolli e Mena; Nilton, Gregore, Vinícius (Elber) e Allione; Ze Rafael e Kayke . No banco, Guto ‘Gordiola’ Ferreira.
- Fluminense de Feira de Santana : Deola, Diego Aragão, Raniere, Eduardo e Daniel; Rodolfo, Rogerio, Morelândia e Dinda. Pitio (Luis Paulo)e MarcoLúcio( Levi). No comando, Evandro Guimarães.
No apito, Emerson Andrade: fraco, enrolado.
*
Curtas:
- Na próxima terça-feira o Bahia encara o Picos, pela Copa do Nordeste, no interior do Piauí.
- Para o jogo contra o Flu de Feira pelo baianão, Guto relacionou nada menos que oito jogadores oriundos das divisões de base do clube: Éverson, Becão (zagueiros), JP Ribeiro(lateral), Luis Fernando, Felipe, Marco Antonio (meio-campistas), Itinga e Brumado (atacantes).
- O zagueiro Grolli, JP Ribeiro e o atacante Kayke estrearam com a camisa tricolor; e mais a volta do meia Allione.
- O Flu de Feira, conhecido como Touros do Sertão, tem dois títulos de Campeão Baiano: de 1963 e 1969. Foi vice em 1990/91 e 2002. É o time de maior torcida em Feira.
*
- A rodada do Baianão continua no domingo à tarde: O Atlântico recebe o Vitória, em Pituaçu; e o Bahia de Feira enfrenta o Jacobina, no Joia da Princesa.
*
- O Vitória já não conta mais com Tréllez, negociado com o São Paulo, e Kieza, agora atleta do Botafogo/RJ. Sairam também Walace e Rafaelson.
Em compensação, estão chegando na Toca, o lateral esquerdo Pedro Botelho, ex-CRB, 29 anos; o meia alemão Alexander Baumjohann, de 31 anos, e o atacante Beluso, de29 anos; Mais o retorno do meia Rhaynner, que estava no Japão.
*
Nota triste: A morte do jovem goleiro Walace, 23 anos, baiano, cria das divisões de base do Vitoria, atuando no Guarani de Campinas. Acidente de carro, em São Paulo. (Foto: EC Bahia)
**