Leão vence em Pituaçu e assume a liderança

      



Por Zedejesusbarreto
Bastou um primeiro tempo aplicado e o Vitória venceu de virada o lanterna Atlântico, em Pituaçu, na tarde de um domingo de sol, verão, festas por toda a cidade e mil e quinhentos torcedores nas arquibancadas, apenas. Com o resultado, o rubro-negro assumiu a liderança do Baianão 2018, com sete pontos ganhos, ao lado de Jacuipense, Jequié e Bahia de Feira (todos com sete pontos, o Leão na frente pelo saldo de gols). 

*
Outros resultados :
Bahia de Feira 2 x 0 Jacobina ; Vitoria da Conquista 0 x 1 Jequié (Sábado)
*
Classificação :
- Vitória, Jacuipense, Jequié e Bahia de Feira com 7 pontos ganhos; Fluminense de Feira (com um jogo a menos) e Bahia, com 4 pontos; Vitória da Conquista, 3 pontos; Jacobina Atlântico e Jacuipense, zero pontos.

**
Bola rolando
A partida ainda estava morna, naquela fase de estudos, totó pra lá e pra cá, então ...
- Gol ! 1 x 0 Atlântico ! Aos 4 minutos. Chulapa, aproveitou-se de uma saída em falso do garoto Bruno e pegou de primeira, de fora da praça, apanhando o goleiro F Miguel fora do gol. Belo tento por cobertura.
E o rubro-negro teve de correr atrás para recuperar o prejuízo. Mas a meninada do ‘Tubarão’ não se acovardou, não recuou, deu testa, mas ...
- Gol ! 1 x 1, Denilson, aos 19 minutos. O rubro-negro entrou tramando pela esquerda e Denílson, mesmo marcado na área, achou espaço para bater colocado, rasteiro, no cantinho... o goleirão Ferrari saltou atrasado.
Com o empate, o Vitória, mais qualificado tecnicamente, foi tomando conta do jogo, com mais posse de bola e iniciativa.
- Gol ! 2 x 1, Yago, aos 26minutos, fez a virada, batendo forte e colocado após receber um belo passe de calcanhar do lateral Lucas, enfiado no meio da zaga adversária. Sem chance de defesa. Bom trabalho coletivo.
O Atlântico quase chega ao empate aos 28’, num cruzamento largo e despretensioso da direita que Fernando Miguel, com o sol na cara, não alcançou e a bola caprichosamente bateu no poste e não entrou. Aos 38’, Neilton entrou em velocidade pela esquerda, encarou o goleiro e bateu nas pernas de Ferrari.
Um primeiro tempo limpo, bem disputado, até bom de ver. Placar justo, prevalecendo a melhor individualidade do rubro-negro.
*
O rubro-negro voltou da merenda ainda ligado. Em campo, o dono da bola, administrando bem a vantagem no placar. O Atlântico parecia mais cansado, apenas se defendendo, sem conseguir encaixar um contragolpe. Aos 23’, Mancini colocou em campo André Lima (no lugar de Denílson) e Rhayner no de Juninho.
Uma segunda etapa até brigada, com muito corre-corre mas sem grandes emoções; poucos lances de área, 45minutos pobres, tecnicamente. Um xarope. O Vitória soube controlar as ações até o final. Resultado justo, enfim.
*
Destaques:
Antonio Carlos, o camisa 10, e o insinuante Vitinho (camisa 7) do Atlântico deixaram ótima impressão na primeira etapa, sabem jogar. Mas ‘morreram’ na etapa final, sem pernas.
No Vitória, o lateral Lucas, o eficiente Yago, o improvisado meia Juninho (enquanto teve fôlego)... Rhayner voltou correndo, correndo ...
- Todos os atletas do rubro-negro jogaram com o nome Wallace nas camisas, uma homenagem ao jovem goleiro da divisão de base, o colega Wallace, 23 anos, que morreu na sexta-feira num acidente de carro, em São Paulo.
*
Ficha técnica/ escalações :
- Vitoria : Fernando Miguel, Lucas, Kanu, Bruno e Brayan; Uillian, Yago( Flávio), Fellipe Soutto e Juninho (Rhayner); Neilton e Denilson (André Lima). Treinador: Mancini
- Atlântico : Ferrari, Michel, Uesles, Abdala e Vicente Sinval; Magno, Ditinho, Jone e A Carlos (Igor); Chulapa e Mateus. Treinador, Ricardo Silva.
No apito, Marielson Alves Silva.
*
- Mesmo tendo perdido na semana o zagueiro Wallace e os avantes Kieza e Tréllez, Mancini fez questão de mexer pouco na equipe. A grande novidade foi Denílson entrando de cara, na frente.
- A equipe de Ricardo Silva é a mais verde da competição, os atletas com uma média de idade entre 22 e 23 anos.
- A direção do Vitória deve anunciar oficialmente, esta semana, a contratação do lateral esquerdo Pedro Botelho, ex-CRB, 29 anos; do meia alemão Alexander Baumjohann, de 31 anos, e do atacante Beluso, de29 anos. Reforços chegando

**
Pelé
Em março, no Forum Econômico Mundial, que acontece em São Paulo, o Rei vai anunciar a criação da Fundação Pelé. Ele que foi o atleta do Séc XX, o maior jogador de futebol da Historia. Que seja algo da grandeza dos seus feitos em campo. (Foto: EC Vitória)
**