Árbitro relata pressão de dirigentes de Bahia e Vitória em súmula

      



Foto: Romildo de Jesus
O árbitro Jailson Macedo Freitas, responsável pela arbitragem do clássico Ba-Vi do último domingo (18), relatou reclamações por parte do diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri, após o primeiro tempo do jogo, quando o Vitória vencia por 1 a 0.

Segundo ele, a atitude também foi notada pelo diretor de futebol do rubro-negro, Erasmo Damiani. "Informo ainda, após o término do primeiro tempo, indo em direção ao vestiário da arbitragem, ouvimos as seguintes palavras: ʹJailson, no gol do Vitória, a bola foi mão claramenteʹ. Palavras proferidas pelo diretor de futebol do Esporte Clube Bahia, Sr. Diego Cerri", relatou.

"Relato que ao sair do vestiário em direção ao campo de jogo para o início do segundo tempo, ouvimos do Sr. Erasmo Damiani as seguintes palavras: ʹNão aceite pressão do dirigente do Bahiaʹ. O mesmo é diretor do Esporte Clube Vitória. Em tempo informo, após o término da partida, o referido diretor invadiu o campo de jogo em direção a equipe de arbitragem proferindo as seguintes palavras: ʹVocê está de brincadeira, aceitou a pressão do Bahiaʹ".(Metro1)