Codevasf incentiva produção agrícola no semiárido baiano

      



Produtores agrícolas no semiárido baiano estão mais estruturados para desenvolver suas atividades. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está equipando diversas associações de produtores com maquinário e outros implementos que vão incrementar a lavoura na região. Foi investido mais de R$ 1,5 milhão, recursos da União repassados à Codevasf por meio de emenda parlamentar.

O agricultor Romildo de Souza Santos, que possui uma pequena propriedade no interior do município de Mirangaba, na região norte da Bahia, foi um dos beneficiados. Ele está satisfeito com a oportunidade de usar um conjunto de máquinas e implementos agrícolas adquiridos com esses recursos. Romildo é presidente da Associação dos Pequenos Produtores e Lavradores Remanescentes de Quilombos da Comunidade de Palmeira e Adjacências. A entidade foi equipada com um trator, uma carreta agrícola - com capacidade para seis toneladas, além de uma grade aradora, um sulcador leve e uma roçadeira hidráulica. O investimento foi de mais de R$ 114,3 mil e vai beneficiar cerca de 150 famílias de pequenos produtores daquela região, que antes desenvolviam manualmente suas atividades no campo.

Com o maquinário, Romildo espera otimizar a produção de feijão, milho, banana e mandioca, principais produtos agrícolas produzidos na comunidade onde mora. Para ele, esses equipamentos vão melhorar 99% o nosso trabalho. "Agora, é trabalhar para botar o feijão na mesa", comemora o agricultor.

Assim como ele, outros 19 presidentes de associações de produtores também estão confiantes para a próxima safra, pois as entidades que representam foram equipadas também pela Codevasf com kits de maquinário agrícolas compostos em sua maioria por trator, carreta e implementos. Os implementos já estão beneficiando comunidades rurais dos municípios de Juazeiro, Campo Formoso, Sento Sé, Pilão Arcado, Abaré, Mirangaba, Curaçá e Jacobina.


"Eles chegaram na hora certa", afirma a agricultora Michelle Souza Silva, presidente da Associação Agropecuária de Limoeiro, Brejo Grande e Barreiro, localizada no interior do município de Campo Formoso. Segundo ela, a entidade "reúne cerca de 60 famílias, que produzem hortaliças e frutíferas, mas a principal atividade é a pequena pecuária". Para Michelle, "os equipamentos vão ajudar a gente a trabalhar de forma mais organizada e com mais agilidade, vamos produzir mais e ter uma renda maior".

Desde o início do ano a Codevasf, por meio da Superintendência Regional sediada em Juazeiro (BA), já estruturou cerca de 21 associações de pequenos produtores distribuídos em sete municípios que integram a área de atuação da superintendência. Foram 19 Kits completos, com trator e implementos, e dois conjuntos de implementos, como grade aradora e sulcador, além de quatro retroescavadeiras.

Para o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Elmo Nascimento, "esse material que está mudando a vida de muita gente. O maquinário já está no campo e as lavouras já estão sendo semeadas, o que nos anima muito". O superintendente considera que "essa ação da Codevasf é muito importante para os pequenos produtores, pois o retorno é rápido e os resultados são muito bons. As famílias trabalham de maneira mais eficiente e melhoram sua qualidade de vida", afirma.

Segundo estimativas, cada entidade reúne em média 60 associados. O total atendido até agora pela Superintendência Regional de Juazeiro já superou o número de 1,2 mil famílias.