Neto ʹerrouʹ ao não sair candidato ao governo, enfatiza Jutahy Jr.

      



Metro1
Na avaliação do deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) "errou" ao não se colocar como postulante ao governo do Estado nas eleições deste ano. "Acho que ele errou no time, no tempo. Errou, errou. Ele tinha o direito de não ser, mas não naquela hora. Eu estou falando o que eu acho", confessou o tucano, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole.

Apesar de o democrata não ter se colocado como aspirante ao Palácio de Ondina, o parlamentar afirmou que o projeto de combater a "hegemonia do PT" no pleito vai continuar, no entanto, pulverizado, já que agora os ex-prefeitos de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), e de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), além do ex-ministro João Santana (MDB) disputam a oposição a Rui Costa.

Jutahy revelou uma conversa que teve com Neto horas antes da desistência da candiatura, diálogo no qual ele definiu o momento político como desastroso. "Em um terremoto, um perde um olho, o outro pega um braço, o outro uma perna, outro morre, outro perde seu patrimônio todo. Vamos ver o que acontece com o terremoto, quais as consequências e as estratégias. Com Neto a gente já tinha organizado as nossas forças", relembrou.