Tricolor perde muitas chances e empata na Fonte

      



Não foi desta vez que os tricolores saíram felizes da Fonte Nova. Na tarde deste domingo (29), apesar do bom futebol apresentado, o Esquadrão esbarrou nas oportunidades perdidas e apenas ficou no empate por 0 a 0 diante do Atlético Paranaense, pela terceira rodada do Brasileirão. O Bahia volta a jogar na Série A no próximo domingo (6), às 19h, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Mas, antes deste compromisso, tem o jogo de volta pelas quartas de final da Copa do Nordeste contra o Botafogo-PB, na quinta-feira (3), às 21h45, em Pituaçu.

Jogo
Foi o Bahia, como de costume, quem tomou as iniciativas do jogo na Fonte Nova. Aos 4, Nino Paraíba tentou finalizar de longe e acertou a defesa. Na sequência, da entrada da área, o meia Vinicius finalizou e tirou tinta do poste esquerdo. A história dos 10 minutos iniciais, assim como diante do Santos, se repetiu e o Esquadrão começava melhor outro duelo.

Aos 7, o lateral Nino Paraíba antecipa o passe, rouba a bola e solta uma bomba de esquerda por cima da meta. Aos 16, em outra investida pela direita, foi a vez do atacante Elber tentar e exigir boa defesa do goleiro Santos.

O goleiro Douglas, nos primeiros 45 minutos, fez apenas um defesa em chute de Guilherme, sem muito trabalho.

Do outro lado, o Bahia chegou com perigo em diversas situações. Aos 29, por exemplo, Zé Rafael bateu de esquerda e carimbou a trave. Antes do intervalo, em chutes de longe, Elber e Vinicius finalizaram pela linha de fundo.

Etapa final

E lá vem o Bahia novamente, logo aos 2 minutos de reinício de partida. Vinicius tocou para Gregore, que lançou o atacante Elber. O camisa 7 fez o arremate de chapa e Santos espalmou para escanteio.

O time visitante por muito pouco não abriu o marcador aos 6 minutos. Guilherme, sozinho, chutou no canto e Zé Rafael, em cima da linha, salvou o Tricolor de Aço.

O segundo tempo começou lá e cá. Aos 10, depois de excelente jogada criada desde o campo defensivo, Edigar Junio apareceu na área e chutou em cima do goleiro Santos. No rebote, Elber também tentou e parou no camisa 1 do Atlético-PR. Aos 14, em um rápido contra-ataque, Elber cruzou para Zé Rafael, de cabeça, levar perigo.

Vinicius, em seu último lance no jogo, tocou para Brumado fazer o pivô. Léo recebeu passe do centroavante, tocou por cima e o goleiro Santos defendeu.

No mesmo minuto, aos 39, o Atlético acertou o travessão em cobrança de falta do lateral esquerdo Carleto. Na sequência, lá do outro lado do campo, Júnior Brumado bateu forte, de esquerda, e quase marcou um golaço na Fonte Nova.
*Do EC Bahia