Homem é detido após ameaçar agentes da Transalvador com peixeira

      



Agentes da Transalvador foram ameaçados com uma faca do tipo peixeira, na noite de sábado (05), por homem inconformado com a fiscalização, após ter sido notificado por estacionamento indevido em vaga de idoso, no Largo da Mariquita, Rio Vermelho. Em tentativa de fuga, o agressor foi capturado por policiais e detido na 7ª Delegacia Circunscricional da Polícia Civil, no mesmo bairro, sob a acusação de desacato a funcionário público no exercício da função ou em razão dela, crime punido com detenção de seis meses a dois anos.
 
O superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, esclareceu que, desde 2014, os agentes de trânsito são equiparados pela Constituição a outras esferas policiais, como a Federal e a Militar, por exemplo. “Os agentes de trânsito são servidores públicos responsáveis pela segurança viária, conforme prevê o artigo 144 da Constituição Federal, servindo aos cidadãos, protegendo seus direitos, inclusive o direito à vida”, disse.
 
Este é o terceiro caso de agressão a agente de trânsito em menos de dez dias. Todos estão sendo investigados pela Polícia Civil e deverão ser punidos na esfera criminal, conforme determina a lei. Fabrizzio Muller reitera o repúdio às agressões, condenando o que chamou de “inversão de valor”. “O agente público é responsável pela aplicação da lei, que preserva a ordem e a convivência civilizada no trânsito. O desrespeito a ele significa um atentado à civilidade, ao bem-estar comum e à segurança nas vias”, disse.