Animais correm risco de morrer por falta de ração

      



De acordo com a nota divulgada nesta sexta-feira (25) pela Associação Brasileira de Proteína Animal, 152 plantas frigoríficas de aves e suínos estão paradas e mais de 220 mil trabalhadores estão com atividades suspensas como consequência da greve dos caminhoneiros. A ABPA afirma que 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos podem morrer nos próximos dias por causa da falta de alimentos. A passagem de caminhões com cargas vivas e ração não está sendo autorizada pelos manifestantes.

O secretário de Agricultura e Pesca de Santa Catarina, Airton Spies, explica os riscos e comenta a situação no Estado. Santa Catarina é o maior produtor e exportador de carne suína do país.