Consulta Remédios traz economia de mais de 90% na compra de medicamentos e itens de farmácia

      



Já foi o tempo em que era preciso andar de farmácia em farmácia para pesquisar e encontrar o preço mais atrativo. Para auxiliar o consumidor na busca pelo melhor valor, a dica é o maior comparador de preços de itens de farmácias online do Brasil: o Consulta Remédios. Disponível na web e também aplicativo para IOS e Android, a plataforma possui mais de 2.800 lojas cadastradas em todo o Brasil e 65 mil produtos – entre remédios e perfumaria. Desta forma, com um simples clique, o consumidor consegue pesquisar e comparar o preço dos itens desejados e até já seguir para a compra online.

 

A plataforma é simples e efetiva desde a hora em que o processo inicia-se. A busca pelo medicamento pode ser feita até mesmo pelo sintoma ou fabricante, caso o consumidor não saiba qual o nome do princípio ativo do remédio que procura. "A comparação de preços inclusive pode ser feita entre medicamentos referência e genéricos, o que auxilia o consumidor ainda mais na hora de economizar”, afirma Paulo Vion, CEO do portal.

 

“Nossa plataforma traz todas as informações da bula com diagramação muito mais clara e objetiva. Lá ele encontra para que serve o remédio, suas contraindicações, como usar, posologia, dentre outros. Em apenas um clique ainda é possível conferir dados especiais, que nem a bula do remédio comprado na farmácia contém. Um deles é a interação medicamentosa, ou seja, se ele pode ser utilizado combinado com outro medicamento”, explica Vion.

 

Atualmente o Consulta Remédios possui 15 milhões de usuários/mês que buscam informações e mais economia. Ao comparar os números de acesso entre 2016 e 2017 encontra-se um crescimento de 143% (cerca de 26 milhões em 2016 e 65 milhões em 2017). Os usuários também aumentaram: de aproximadamente 17 milhões para mais de 40 milhões, representando uma variação de 134%.

 

Como usar?

 

Uma simples busca no Consulta Remédios revela que ao utilizar a plataforma é possível economizar mais de 90% na hora da compra. Um desses casos é com o medicamento Anastrozol da Eurofarma, repositor hormonal também utilizado no tratamento de câncer de mama em mulheres na pós-menopausa.

 

De acordo com a busca no Consulta Remédios feita no mês de março, o preço mínimo encontrado é de R$ 41,90 e máximo de R$ 499,28, o que significa uma variação de mais de 900%. Já quando comparamos referência com genéricos a diferença também é gritante, por exemplo, o anticoncepcional Yasmin com 21 comprimidos é encontrado por R$48,41 (https://consultaremedios.com.br/yasmin/3-0-03mg-caixa-com-21-comprimidos-revestidos/p), já o genérico com a mesma dose e quantidade é encontrado por R$13,60 (https://consultaremedios.com.br/drospirenona-etinilestradiol-legrand/p#3-0-03mg-caixa-com-21-comprimidos-revestidos), uma diferença de mais de 200% para um medicamento de uso tão comum e contínuo pelas mulheres que, com certeza, deve ser pesquisado antes de comprar.

 

O comparador ainda encontra e apresenta ao consumidor as lojas que entregam no bairro do usuário– a partir do CEP indicado. Lá também é possível ler a bula completa.

Pelo aplicativo também é possível criar várias listas de produtos em uma função chamada “Minha Lista”. Através deste serviço, 100% gratuito, o usuário consegue montar uma seleção com vários itens de sua escolha e, assim, o Consulta Remédios apresenta em qual farmácia a soma total dos itens fica mais barato.

SERVIÇO:

www.consultaremedios.com.br

App para Android https://goo.gl/bchW8u

App para iOS: https://goo.gl/pJ1JRY