DE OLHO NA RÚSSIA CHEGOU A HORA!

      



Por Zedejesusbarreto
É nesta quinta, dia 14, às 11h, horário de Brasilia, a cerimônia/espetáculo de abertura da Copa do Mundo da Rússia/2018, na Arena Luniki, o Luzhniki Stadium, capacidade para 81 mil pessoas, palco de abertura & encerramento. Fica em Moscou. Importante a presença do presidente Putin, que pretende, com a Copa ‘vender’ ao mundo uma ‘nova Rússia’, moderna e poderosa.

Depois da cerimônia acontece a primeira partida da competição, Rússia x Arábia Saudita. O árbitro será o argentino Nestor Pitana. Serão 30 dias de Copa, 64 jogos até a final, 15 de julho, envolvendo 32 países. Muita bola rolando.

 

*

Grandeza

A Copa é um grandioso espetáculo. Um festival de bola, com os maiores astros do futebol mundial competindo e mostrando sua arte. E essa Copa da Rússia parece ser tão grande quanto a dimensão do país, da nação que a abriga. Prevê-se uma audiência planetária acima de três bilhões de pessoas. Mais de cinco mil jornalistas na cobertura. O governo Putin investiu 38,4 bilhões (em reais) em construção e reformas de estádios e infraestrutura; 23 % a mais do que foi investido na Copa 2014 no Brasil.

*

A pelota

Será usada mais uma vez bola da Adidas, a Telstar 18, aliás parecidíssima com a Telstar da Copa de 1970, no México. Claro, com toda uma nova tecnologia: material, gomos, desenhos, tessituras que amaciam o choque, não permite que deforme, encharque ou aumente de peso. O fabricante aprendeu muito com a Jabulani, da Copa de 2010, na África do Sul, muito criticada e a Brazuca da copa passada, elogiadíssima pelos atletas. Dizem que essa Telstar 18 é uma ‘brazuca’ aperfeiçoada e com um chip. Que não seja ‘traira’ com os canarinhos.

*

Signos

O nome ‘Seleção Canarinho’, a canarinha ou os canarinhos é em decorrência da cor amarela forte da camisa número um dos padrões que usamos. Usávamos camisa branca até a Copa de 50. Podemos jogar de azul, também. Fomos campeões em 58 usando a beca azul. Teremos até um ‘mascote’ da seleção chamado ‘Canarinho pistola’, pela cara invocada dele.

*

Zabivaka

O mascote oficial da Copa da Rússia é um risonho e serelepe lobinho chamado Zabivaka, que estranhamente usa uma máscara nos olhos (seria um óculos). Segundo a FIFA, Zabivaka é “goleador”.

*

Aranha Negra

No pôster oficial da Copa aparecee um goleiro ‘voando’ e tapeando uma bola gigante. Explicam que é uma homenagem ao maior de todos os goleiros da história da Rússia, o lendário Lev Yashin, o ‘Aranha Negra’, um mito por lá.

*

Tira-dúvidas

A grande novidade dessa Copa é a utilização pela primeira vez da VAR – Vídeo Assistant Referee, simplesmente o Árbitro de Vídeo, que terá basicamente quatro missões: dizer, na dúvida, se a bola entrou ou não, se houve ou não pênalti, se um atleta expulso realmente mereceu o cartão vermelho, e também identificar o atleta infrator no caso de um bafafá em campo.

Os jogadores brasileiros já foram orientados a respeito.

*

Do bom e do melhor

A Seleção de Tite está hospedada e treinando em Sochi, uma pequena e gostosa cidade-balneário localizada no sul europeu da Rússia, aninhada entre montanhas frias e as águas do Mar Negro. Mordomias e tudo necessário para que os atletas fiquem nos trinques.

 

*

O comandante

Muito tem se falado de Tite, o treinador gaúcho responsável por fazer jogar bem esse grupo de atletas que está na Rússia e por reacender as esperanças de um novo título. O o último foi em 2002, na Copa do Japão/Coréia, sob o comando do gaúcho Felipão e o brilho em campo dos três erres: Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho. Quem sabe agora virá o hexa com Neymar, Phillipe Coutinho, William e Gabriel Jesus?

 

*

Quem foram ?

O leitor seria capaz de declinar o nome dos treinadores da seleção brasileira nas 21 copas disputadas até agora?

- Em 1930, no Uruguai, Píndaro de Carvalho; em 34, na Itália, Luis Vinhaes; a de 1938, na França, Adhemar Pimenta; no desastre de 1950 o treinador era Flávio Costa; na Suíça, em 1954, Zezé Moreira.

- O nosso primeiro treinador campeão do mundo foi o gordo e sonolento Vicente Feola, na Suécia, em 58. O bi no Chile, em 62, teve o comando de Aimoré Moreira, o irmão de Zezé. O fiasco de 66 na Inglaterra é do adoentado Feola; no Tri, em 1970, México, as feras foram comandadas por Zagallo, bi-campeão do mundo como jogador.

*

- Em 1974, na Alemanha, Zagallo fracassou; em 1978, na copa dos generais da Argentina, Claudio Coutinho saiu invicto mas não levou nada; em 82, na Espanha e 86, no México repetimos Telê Santana, jogamos muito mas ficamos pelo caminho. Deu Maradona. Sebastião Larazaroni foi um fracasso em 1990 e em 1994, na Copa dos EUA, conquistamos o hexa com Parreira no banco e a dupla Romário e Bebeto decidindo na bola. Zagallo, já velhote, fracassou em 98 na Copa da França, a do amarelão de Ronaldo e o brilho de Zidane.

- Chegamos ao Penta em 2002, na copa do Japão/Coreia, comandados por Felipão. Em 2006 Parreira não foi longe, na Alemanha; em 2010, na África do Sul, a Holanda derrubou Dunga e em 2014, no Brasil, Felipão nos fez amargar a mais vergonhosa das derrotas brasileiras em copas, os 7 x 1 no Mineirão, asurra dos alemães, dentro de nossa casa. Lição ?

Boa sorte a Tite !

 

**

Inusitado

A grande bomba pré-copa é a demissão do treinador Julen Lapetegui, da Espanha, a dois dias de a bola rolar na Rússia. Motivo inusitado: ele foi contratado pelo gigante Real Madrid, atual campeão europeu. Vai substituir Zidane. O comando da seleção não gostou. Os espanhóis, então, serão comandados por Fernando Hierro, ex-jogador do Real Madrid, ídolo nos anos 90, e que atuava como auxiliar do Lapategui demitido.

**

Que se abram as cortinas !