Aeroporto de Salvador e Banco do Nordeste fazem acordo para financiamento de expansão e modernização

      



A Concessionária do Aeroporto Salvador Bahia, subsidiária da VINCI Airports, e o Banco do Nordeste (BNB) anunciaram hoje um acordo para um financiamento de R$ 516 milhões para a primeira fase das obras de ampliação e modernização do equipamento, que tem previsão de conclusão para outubro de 2019.

O contrato será assinado no dia 29 de junho, às 10h30, em uma cerimônia no auditório do aeroporto, com a presença das principais autoridades regionais e aeroportuárias, além de executivos da VINCI Airports e do Banco do Nordeste, incluindo Romildo Carneiro Rolim, presidente do BNB, e Julio Ribas, CEO da Concessionária do Aeroporto Salvador Bahia.

A assinatura do contrato de financiamento será um importante marco para o Aeroporto Salvador Bahia, o primeiro da mais recente onda de concessões no Brasil a concluir o financiamento de seus investimentos.

O prazo do financiamento é de 20 anos. Esse será o primeiro financiamento integral sem garantia específica (do tipo non-recourse) do setor aeroportuário do Brasil.

A VINCI Airports assumiu oficialmente as operações do Aeroporto Salvador Bahia no dia 2 de janeiro de 2018, por um período de concessão de 30 anos. A primeira fase das obras de expansão e modernização do equipamento foi iniciada no dia 19 de abril de 2018 e inclui trabalhos de ampliação e adequação da infraestrutura da área das aeronaves, construção de uma nova área de embarque (+20.000 m2) e renovação do terminal de passageiros existente. O investimento total no aeroporto durante a concessão de 30 anos deve chegar a R$ 1,5 bilhão.

Para Nicolas Notebaert, presidente da VINCI Airports, essa operação de financiamento resultará na transformação do Aeroporto de Salvador Bahia em uma porta de entrada de alto nível para a região Nordeste, transformando a experiência dos passageiros e oferecendo melhores serviços às companhias aéreas. “Esse é um marco muito animador. Graças ao apoio do Banco do Nordeste, poderemos usar nossa experiência global na reconfiguração da experiência aeroportuária para os passageiros e na promoção do tráfego em benefício de Salvador e do desenvolvimento econômico, turístico e social da Bahia. Esse acordo também é mais uma demonstração da nossa capacidade de oferecer soluções inovadoras para o mercado brasileiro em rápido crescimento, com os parceiros certos e a nossa abordagem para investimentos, just-in-time e focada no propósito”, afirma Notebaert.

O financiamento será concedido com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e será uma das maiores operações do Banco do Nordeste na região em 2018.

"Temos apoiado fortemente os principais projetos de infraestrutura em todo o Nordeste, além do Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, nossa área de atuação. O banco dispõe de R$ 30 bilhões em recursos do FNE, sendo R$ 14,5 bilhões para projetos nas áreas de logística, água e saneamento, transporte e energia. As obras de expansão e modernização do Aeroporto Salvador Bahia não apenas gerarão novos empregos, mas contribuirão para o contínuo desenvolvimento da economia baiana", destaca o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim.

 

Sobre a VINCI Airports

 

A VINCI Airports, uma das cinco principais empresas globais do setor de aeroportos, gerencia o desenvolvimento e as operações de 36 aeroportos localizados na França, em Portugal (incluindo o hub de Lisboa), no Camboja, no Japão, na República Dominicana, no Chile e no Brasil. Com a presença de mais de 200 companhias aéreas, os aeroportos VINCI registraram um tráfego de 156.6 milhões de passageiros em 2017.

 

Por meio de sua expertise e do profissionalismo de seus 12 mil funcionários, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando know-how para otimizar a gestão e o desempenho das infraestruturas aeroportuárias existentes, extensões de instalações e novas construções. Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com.

 

Sobre o Banco do Nordeste

 

O Banco do Nordeste do Brasil S.A. é uma instituição financeira múltipla, organizada sob a forma de sociedade de economia mista, de capital aberto e tem mais de 90% de seu capital sob o controle do Governo Federal. Desde sua criação, tem sede na cidade de Fortaleza, no Ceará.

 

São clientes do Banco agentes econômicos, institucionais e pessoas físicas. Os agentes econômicos compreendem as empresas (micro, pequena, média e grande empresa), as associações e cooperativas. Os agentes institucionais englobam as entidades governamentais (federal, estadual e municipal) e não-governamentais. As pessoas físicas compreendem os produtores rurais (agricultor familiar, mini, pequeno, médio e grande produtor) e os empreendedores informais.

 

Reconhecida como a maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional, a empresa opera como órgão executor de políticas públicas, especialmente com a operacionalização do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).