8º CASO DO FREUD DE CÂNDIDO SALES: ESQUIZOFRÊNICO

      



Por Henrique Ribeiro
O analista já recebeu vários pacientes com a suspeita de estarem com

o diabo no corpo,mas nunca tinha visto um com o complexo de ser o
próprio diabo.

Ao chegar na recepção do consultório foi logo querendo quebrar tudo e
procurando saber quem era doutor que se dizia capaz de tirar o diabo
do corpo dos amigos dele. Foi contido pelos familiares. Ao entrar na
sala do doutor, partiu para cima do mesmo excomungando. O analista não
perdeu tempo, deu uma rasteira, jogou deitado no tapete persa (falso)
e sentou em cima do peito do sujeito e gritou bravo:

- Quem é você e qual problema maxo veio?

- Eu sou o Diabo - disse gemendo de ódio

- Muito prazer em conhecer o diabo em pessoa, afinal falam tanto em
você, mas você nunca aparece.

- Você não tá com medo de mim, não?

- Eu não, afinal eu sou Jesus, você já viu Jesus ter medo de diabo qualquer?

- Primeiro eu não sou um diabo qualquer...eu sou Lúcifer...segundo se
você é Jesus, o que você tá fazendo na terra e não tá no céu?

- Vim aqui para lhe curar e converter...seu Lúcifer de araque… e se
você ficar me enchendo o saco, eu vou mandar a sogra Pedro para o
seu inferno.

- Deus me livre da sogra de Pedro...eu me casei com a minha irmã, só
para não ter sogra e claro, para não dividir o patrimônio da família.

- Pronto já tá convertido...tá pedindo a meu pai, que te livre….ora….ora...ora.

O analista levantou e soltou o maluco que agora estava mais calmo,
desconfiado e tímido quase com medo.