ACM Neto diz PT "manobrou" para livrar Lula

      



Tribuna
Presidente nacional do Democratas, o prefeito ACM Neto disse, ontem (9), que o PT “manobrou” para tentar livrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da prisão. Na última sexta-feira, deputados do partido ajuizaram ação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) contra a prisão do ex-chefe do Palácio do Planalto, e o desembargador plantonista Rogério Favreto, que militou na sigla durante duas décadas, concedeu a liberdade. A decisão não se efetivou porque o presidente da Corte, Thompson Flores, decidiu manter o encarceramento de Lula.

“Esse vai e vem [da Justiça sobre a prisão de Lula] é uma coisa inacreditável. Me pareceu muito estranho um juiz, que estava em plantão, tomar uma decisão que não se enquadrava para o momento de plantão, contrariando, inclusive, decisões colegiadas pregressas. Tanto do próprio Tribunal Regional Federal da 4ª Região quanto até mesmo do STJ e do Supremo Tribunal Federal. Aí ficou essa coisa do vai e vem. O que, para o Brasil, é péssimo. Nada pior do que viver em um ambiente de insegurança jurídica, de instabilidade. É claro que a gente percebeu ali uma certa manobra do PT, que queria se aproveitar de um momento que lhe era favorável no Judiciário para reverter uma decisão colegiada. Não dá para a gente viver nesse ambiente de insegurança. É um péssimo sinal que o Brasil deu para o mundo inteiro”, pontuou.