FRANÇA OU CROÁCIA? A BÉLGICA É A TERCEIRA

      



Por Zédejesusbarreto
Depois de um mês de competição, 64 jogos, gozo e lágrimas, neste domingo, 15, conhecemos o Campeão do Mundo, que levará a Taça Jules Rimet da Copa da Rússia: França ou Croácia ?

São duas equipes que gostam de jogar bom futebol, limpo, com bola no chão e boa troca de passes. A final acontece às 12 h (hora de Brasília) no Luzhniki Stadium de Moscou, 81 mil lugares. O planeta de olho na bola.

*

Belgas bons de bola

No sábado, em São Petersburgo, a Bélgica, no talento, arrebentou o futebol-força da Inglaterra e conquistou, com todo merecimento, o terceiro lugar na Copa. O primeiro tempo foi um ‘chocolate’ belga de troca de passes e posse de bola. O primeiro gol saiu logo no começo num contragolpe que começou com o goleiro Courtois, passou pelo grifo do meio campo comandado por Hazzard e a complementação do lateral Meunier.

Na segunda etapa os ingleses foram ao ataque, abriram-se e poderiam ter levado uma goleada. Num dos vários contragolpes letais, aos 35’, Hazzard matou: 2 x 0. Um justo terceiro lugar, melhor colocação dos belgas em copas, premiando esse boa geração de Coutois, Meunier, Hazzard, De Bruyne, Lukaku... Eles que derrotaram o Brasil, na bola.

**

Franceses x Croatas:

Sangue e diferenças

 

Só mesmo a bola, o futebol, uma Copa do Mundo permitiria isso:

Na imensa e controlada “nova Rússia” do poderoso Putin, ele uma cria da temida KGB, todos os focos voltados para uma disputa inusitada, um França x Croácia, ambos os países muito pouco queridos dos sisudos russos e seu comando político.

- A Croácia é um país pequeno, com pouco mais de 4 milhões de habitantes, e novo. Até 1991 os croatas eram parte da Iugoslávia, um país comunista acoplado à antiga União das Repúblicas Socialistas Soviética –URSS; como também o eram os sérvios, os eslovenos, os bósnios.

- A Croácia é conquista de um povo bravo, feita com muito sangue derramado, guerras odientas, fratricídios, extermínios, crueldades, nacionalismos exacerbados. Uma história recente, de menos de 30 anos. Latente. A Rússia envolvidíssima em todo esse processo, bem ali no quintal. Nazismos e bolchevismos fazem parte da memória viva do povo croata.

- A França de Macron é o exemplo do conservadorismo liberal europeu e seus conflitos, nem sempre bem resolvidos, com a mistura (ou diversidade) étnica provocada pelas migrações sobretudo de africanos e muçulmanos. A seleção francesa é um retrato disso. No mais, a França tem muita história, cultura farta, vem dos tempos do Império Romano antigo e os bárbaros.

No futebol

- A França de 1958, que tinha um ataque fantástico – Piantoni, Fontaine, Kopa e Vicent – era uma equipe de brancos que só foi derrotada na semifinal ( 5 x 2) pelos mestiços sul-americanos brasileiros, três gols do menino-rei crioulo chamado Pelé.

- No dia 21 de junho de 1986, a seleção brasileira sairia da copa após um empate (1 x 1) com a França, fomos eliminados nos pênaltis. Aquela seleção francesa já tinha um africano que encantou, o meio-campista Tigana, parceiro do grande meia Platini.

- Dez anos depois, em 12 de julho de 98, levamos 3 x 0 na final de uma França de futebol exuberante comandado pelo franco-argelino Zinedine Zidane. Na equipe campeã do mundo destacavam-se os negões Vieira, Thuram, Desailly, Karembeau... Em 1º de julho de 2006, o avante Kenry fez 1 x 0 em cima de Dida e nos tirou da Copa; os franceses tinham na equipe mais negros que nós: Thuram, Abidal, Vieira, Makelele, Malouda, Henry e o norte-africano Zidane.

- A França que disputa essa final na Copa da Rússia/2018 contra a branquíssima Croácia, comandada por Modric e Rakitic, tem na equipe os negões Umtiti, Pogbá, Kanté, Matuidi e o avante Mbapée, um novo fenômeno.

- Nas copas do mundo a Croácia, com sua vistosa camisa em xadrez vermelho e branco, começa a escrever sua história. Pelos problemas que o país, em reconstrução, enfrenta, essa classificação para uma final da competição já é um assombro. Exemplo de superação de um povo orgulhoso de suas origens.

*

Os olhos do mundo inteiro voltados para essa disputa no campo da deusa bola, em Moscou, no meio dia deste domingo, 15 de julho. França x Croácia !

Salve a Bola ! Viva o futebol.

**