Nove voos cancelados e 1,1 mil passageiros prejudicados no aeroporto de Salvador

      



Correio
Estava no plano da família Bezerra gastar pouco mais de uma hora de viagem para chegar com bastante antecedência ao casamento de um parente em Pernambuco, marcado para às 16h deste sábado (21). Mas, foram mais de cinco horas no Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, para enfim embarcar para Recife no início desta tarde. A família foi uma das cerca de 1,1 mil pessoas que foram impactadas, segundo estimativa da concessionária que adminstra o aeroporto, neste sábado (21), com o cancelamento de voos - foram nove desde o início da manhã . A situação é provocada por reflexos em São Paulo, onde um radar quebrou.

"Saímos de casa às 3h30 e chegamos aqui a tempo para o voo das 6h15 da Azul para Recife", contou a professora Silvana Félix Bezerra, 49 anos. Ela, o marido o comerciante José Epifânio Bezerra Guimarães, 47, e a irmã, a também professora Silvia Teles Bezerra, 48, saíram de Feira de Santana, onde moram.

No entanto, as chegarem ao aeroporto, a surpresa: a Azul informou que o voo 2717 para Recife foi cancelado e que eles embarcariam num voo 4234 da mesma companhia às 7h15. "Cheguei a entrar na aeronave quando fui informada que o voo estava lotado e que não poderíamos seguir viagem", contou.

Silvana, o marido e a irmã seguiram para uma das lojas da Azul no aeroporto, onde exigiram explicação e solução imediata para o problema, já que tinham que embarcar para um casamento às 16h. “Nos disseram que o cancelamento foi por conta de um problema numa torre em Porto Seguro e que o único voo para Recife neste sábado só às 21h. Ficamos revoltados. A companhia disse que nada podia fazer”, relatou.

Diante da urgência para o embarque, um outro parente que já estava em Recife conseguiu comprar na internet as três passagens para o voo 6142 da Avianca. “Isso é um absurdo. Além de todo os transtornos que passamos aqui, compramos passagens mais caras. Pagamos R$ 293,00 por cada passagem para embarcar na Azul e agora desembolsamos R$ 583 cada uma. Vamos processar Azul”, declarou Silvana na fila para o embarque.

O CORREIO esteve na loja da Azul, mas um funcionário que não se identificou não soube explicar o que aconteceu. Por sua vez, a assessoria de comunicação do aeroporto informou que as companhias áreas cancelam os voos mas não tem obrigação de informar os motivos.

A família Bezerra não foi a única que sofreu problemas para embarcar no aeroporto na manhã deste sábado. “Um grupo de mais de 30 estudantes, que iam fazer um concurso, ficou revoltado por que a Gol informou que o voo estava cancelado. Dava pena. Tinha gente chorando”, contou Silvia Bezerra.

Os cancelamentos ocorreram entre 6h30 e 9h. Houve confusão. “As pessoas ficaram bastante irritadas. Teve gritaria, xingamentos. Muita gente alterada, à espera de uma solução”, declarou José Epifânio Guimarães.

Um deles um voo da Gol que sairia de Salvador com destino a Guarulhos, em São Paulo, foi cancelado pois não tinha tripulação. Outros três voos que sairiam de Salvador também foram cancelados. Um deles seria o da Azul, o 2717, com destino a Recife. Não há detalhes sobre o que teria provocado o cancelamento desses outros voos.

A respeito do voo da Gol, a Vinci informou que os passageiros estão sendo atendidos pela companhia aérea, que está tomando as providências para recolocá-los em outros voos.

Além dos quatro voos que sairiam de Salvador outras cinco aeronaves que chegariam na capital baiana nesta manhã não pousaram aqui. A Vanci afirmou que parte dos cancelamentos ainda reflete problema com radar que ocorreu nesta sexta-feira (20) em São Paulo. Além disso, há mau tempo em Porto Seguro e Vitória da Conquista.

Veja lista de voos que chegariam em Salvador e foram cancelados, segundo a Vanci Airports:
6212 - Galeão (Rio de Janeiro) - Salvador - Avianca
9011 - Galeão (Rio de Janeiro) - Salvador - Gol
6432 - Porto Seguro - Salvador - Azul
2574 - Recife - Salvador - Azul
1694 - Guarulhos - Salvador - Gol

Veja lista de voos que partiriam de Salvador e foram cancelados, segundo a Vanci Airports:
2717 - Salvador - Recife - Azul
1691 - Salvador - Guarulhos - Gol
6211- Salvador - Galeão - Avianca
2241 - Salvador - Vitória da Conquista - Passaredo

O CORREIO entrou em contato com as assessorias das companhias aéreas. A Avianca, através da assessoria de comunicação, negou que tenha ocorrido cancelamento de voos da companhia neste sábado (21) em Salvador ao contrário do que foi informado pela concessionária que administra o terminal.

"A Avianca Brasil informa que o voo O6 6212, que liga o aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, e o aeroporto Deputado Luis Eduardo Magalhães, em Salvador, operará normalmente hoje (21/07), com decolagem prevista para às 22h15. Já com relação ao voo 06 6211, que faz o trecho inverso, não opera aos sábados desde 14 de julho, quando foi suspenso por razões operacionais. "Todos os passageiros com viagens previstas foram avisados pelo call center para efetuar a remarcação de suas passagens sem qualquer custo.", afirmou a Avianca, em nota.

A Azul lamentou os cancelamentos. "A Azul informa que o voo AD 6432, que partiria de Porto Seguro com destino a Salvador, foi cancelado por condições meteorológicas no aeroporto de Porto Seguro. Consequentemente, os voos AD 2717 (Salvador-Recife) e AD 2574 (Recife-Salvador) também foram cancelados já que seriam operados pela mesma aeronave e tripulação do voo AD 6432. A companhia ressalta que prestou toda a assistência necessária, conforme prevê a resolução 400 da Anac. A Azul lamenta eventuais transtornos ocorridos a seus clientes e ressalta que ações como essa são necessárias para conferir a segurança de suas operações", disse, em nota.

Em nota, a Gol confirmou os cancelamentos dos voos 1691 (Salvador - Guarulhos) e 1694 (Guarulhos - Salvador). A companhia disse que o motivo foi a falha do radar nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos.

A Gol disse ainda que, para minimizar o impacto aos clientes, a companhia criou dois voos reforços, o 9069 (Salvador - Guarulhos) e o 9065 (Guarulhos - Salvador). Segundo a Gol, os passageiros estão recebendo toda assistência necessária.​