Imbassahy reclama de ‘anarquia partidária’ e nega que PSDB será afetado após ficar fora do chapão

      



O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) negou que os candidatos do partido serão afetados após a sigla decidir ficar fora do chapão e sair sozinha na disputa pela Câmara dos Deputados. “Acredito que não. Na verdade, tudo isso acontece porque o Brasil tem 35 partidos com representação. É absurdamente anormal. Deveria ter partido com mais identidade programática, ideologia definida. Mas a gente convive com anarquia partidária. Nós temos que enfrentar a realidade e tocar a vida. Quem quer vencer, tem que vencer em qualquer situação”, afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole.

Imbassahy admitiu, porém, que o PSC descumpriu um acordo de integrar o chapão. “Não foi um movimento previsível [PSC ficar fora]. Havia uma previsão para ter uma coligação mais ampliada”, pontuou.

O tucano também refutou a especulação de que corre o risco de ficar fora da lista de eleitos por perder espaço em Salvador para o ex-chefe de gabinete da prefeitura, João Roma (PRB). “De forma nenhuma. Agora, Tancredo Neves disse que voto você não tem, você teve. […] Na verdade, em uma democracia, tem que aguardar [a votação]. É a avaliação do povo”, afirmou.
*Do Metro1