Ministro Valter Casimiro aprova PDZ dos Portos de Salvador e Aratu-Candeias

      



O Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) dos Portos de Salvador e Aratu-Candeias foi aprovado pelo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira. Encaminhado pela Codeba em maio deste ano, o planejamento contempla um programa de ações para os próximos 20 anos, voltado à melhorias operacionais, de gestão, investimentos portuários e em acessos propostos no Plano Mestre, bem como a redefinição da poligonal dos portos e da utilização de suas áreas, além de servir como uma das referências para elaboração do Plano Geral de Outorgas – PGO.

 

“O objetivo do PDZ é guiar as tomadas de decisões das autoridades portuárias, possibilitando identificar e estruturar as oportunidades de investimento”, disse o diretor-presidente da Codeba, Rondon Brandão do Vale. “O PDZ permite conhecer às condições, capacidades e potencialidades dos portos, bem como avaliar as perspectivas e as expectativas em curto, médio e longo prazo.

 

Segundo informações de Rondon, a Companhia prevê para o Porto de Aratu-Candeias a construção de dois berços no Terminal de Granéis Líquido com profundidade variando de 13 a 15 metros, ampliação das áreas de tancagem e de armazenamentos de cargas, a implantação de um pátio de triagem, um polo industrial e um terceiro berço no Terminal de Granéis Sólidos para movimentação de minério de ferro; e alguns arrendamentos. Para o Porto de Salvador, a expansão do terminal de contêineres com novo berço de 423 metros de comprimento e 18m de largura; área para carga geral e também novos arrendamentos.

 

“Algumas ações já estão em curso no Porto de Aratu-Candeias que envolvem recursos próprios da Codeba de mais de 24 milhões de reais”, ressaltou Rondon. Na unidade vão ser realizadas a modernização dos equipamentos operacionais dos Terminais de Graneis Sólidos, manutenção do pátio de minérios e das subestações; recuperação das estruturas do Terminal de Granéis Líquidos e do Terminal de Produtos Gasosos; substituição e/ou instalação de novas defensas, como também adequação de vias internas.