Empresário é preso e 80 mil cartelas falsas da zona azul são apreendidas

      



O dono de uma empresa gráfica foi preso em Feira de Santana (a 109 quilômetros da capital baiana), durante uma operação da Polícia Civil, por confeccionar ilegalmente talões de estacionamentos da zona azul da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e também de Feira. Na ação, foram apreendidos mais de 80 mil cartelas falsas. Só com o empresário, a polícia encontrou 8 mil talões.

Segundo o site Acorda Cidade, Adelmário Brito, proprietário da gráfica Brasil Brindes e Cartões, falou à polícia que teria recebido o pedido de um homem de prenome João para que fizesse as impressões, já que tinha "vencido uma licitação" para atuar no serviço. O empresário cobrou R$ 0,15 pelas 8 mil impressões. O empreendimento, localizado no bairro Campo Limpo, atua em Feira há mais de 10 anos, conforme o site local.

O advogado André Novais disse ao Acorda Cidade que o cliente não tinha conhecimento sobre o crime. Adelmário foi preso na manhã desta quarta-feira, 22, no apartamento onde morava, na avenida Fraga Maia. Os talões foram encontrados no imóvel dele.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) divulgou na manhã desta quinta-feira, 23, que outros três envolvidos no esquema foram presos durante a ação intitulada "Operação Luz Azul".

A apresentação de Adelmário e dos outros três, que não tiveram os nomes revelados, será às 10h, na sede da Delegacia de Repressão aos Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), no bairro de Piatã, em Salvador.
*Do A Tarde