E o Peixe mordeu o Leão no Barradão

      



Por Zedejesusbarreto
Foto: Romildo de Jesus
O famoso ‘gude preso’, aquele 1 x 0 mastigado, o gol sofrido logo no começo da partida, aquela esperança de um empate possível a qualquer momento mas que não rolou porque a equipe atacou, atacou mas finalizou pouco e mal. O Peixe da Vila Famosa venceu por 1 x 0, ferrado. Freguesia velha, faz tempo que o Vitória não vence o Santos.

Jogo no Barradão, noite de sexta, tempo primaveril, muitos vazios nas arquibancadas, pouco mais de sete mil presentes, voltando pra casa decepcionadas.

É a quarta derrota seguida do Vitória na competição e o rubro-negro baiano queda com seus 29 pontos na zona do desespero, em 17º lugar com possibilidades de terminar a rodada perdendo mais posições.

*

Outros jogos

Aconteceram mais dois confrontos nessa sexta-feira pela rodada 28:

- Sport 2 x 1 Internacional (de virada); Corínthians 0 x 3 Flamengo (Timão apequenou).

*

Neste sábado: Grêmio x Bahia; São Paulo x Palmeiras; Chapecoense x Atlético Mineiro;

Atlético Paranaense x América (MG)

 

*

Bola rolando

A partida, até pelo estilo solto e ofensivo do Santos, começou aberta. Lá e cá. O Peixe bem à vontade, como se estivesse em casa, explorando bem a velocidade de Bruno Henrique aberto pela esquerda.

- Gol ! Santos 1 x 0, aos 8 minutos. Sanchez chutou forte, de longe, a bola desviou nas costas de um defensor rubro-negro e ‘matou’ o goleiro Ronaldo.

O gol santista, logo no começo, claro que obrigou o Leão a sair mais para o jogo, encarar, buscar um resultado favorável. Aos 18’, Rodrigo Andrade disparou um balaço, de fora, mas cobriu o travessão do Peixe. Aos 22’, após uma boa trama coletiva, Yago pegou firme da entrada da área, por cima, assustando o goleiro Vanderlei.

O Leão em cima, com a iniciativa, e o Peixe meio acomodado, apostando nos contragolpes. Poucas finalizações acertadas, a despeito dos lances de área, dos dois lados. O tempo passando, muitos passes errados ... e parte da pequena torcida rubro-negra nas arquibancadas vaiou o time na saída do intervalo para a merenda nos vestiários.

*

O time paulista voltou a campo com o garoto revelação Rodrygo (17 anos) no lugar do paraguaio Gonzalez, que nada fez. No Vitória, Lucas Fernandes entrou no lugar de Yago. O time da casa fazendo pressão, marando no campo adversário, apertando. E haja bola alçada na área santista, sem proveito. O Santos recuado, sem conseguir encaixar o contra-ataque.

Aos 24’, após cobrança de escanteio, Vanderlei salvou o empate. Carpegiani arriscou tudo, pondo em campo Marcelo Cordeiro e Wálysson. Ao ataque. Sò que, aos 35 min, Maurício Cordeiro deu uma cotovelada numa disputa de bola pelo alto, no meio campo, o árbitro, rigoroso, o expulsou de campo. Ficou mais difícil para os rubro-negros.

No Santos, para amansar o jogo e garantir o triunfo, Cuca trocou Alison pelo veterano Renato.

Vaias da torcida com mais uma derrota do Leão em casa.

*

Destaques

Na equipe vencedora, o seguro goleiro Vanderelei, o becão Gustavo Henrique, o lateral Dodô e o meio-campista Sanchez.

No Vitória, o tranquilo Lucas Ribeiro, o esforço de Fabinho, bons lampejos de Rodrigo Andrade.

*

Ficha técnica

Vitória – Ronaldo, Jeferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Fabinho; William Farias, Rodrigo Andrade, Yago e Rhayner; Érick e Leo Ceará. Treinador, Carpegiani.

Santos – Vanderlei, Vitor Ferraz, Luis Felipe,Gustavo Henrique e Dodô; Álison, Pituca e Sanchez; Gonzalez, Gabigol e Bruno Henrique. Técnico, Cuca.

No apito, Daniel Nobre Bins (RS), atordoado, confuso.

**

No domingo, dia 14/out, às 11 h, na Arena Condá, o Vitória encara a Chapecoense, já pela 29ª rodada do Brasileirão.