BAHIA DERROTOU O LANTERNA EM PITUAÇU

      



Por Zédejesusbarreto 
Não foi fácil, os gols foram sair já depois dos 40 minutos de segundo tempo – 2 x 0, dois gols de Vinícius – mas, que alívio! Afinal, a equipe voltou a vencer, o triunfo chama e empolga o torcedor e mais que tudo: mais três pontos ganhos, a equipe chega a 34 pontos, dormiu no 12º lugar, e se distancia mais da chamada zona da degola.  Muito bom resultado a essa altura da competição.  

  *

  Bahia 2 x 0 Paraná, noite primaveril de sábado, o belo Pituaçu quase lotado, com cerca de 30 mil pagantes nas arquibancadas.  Saíram festejando, noite afora tricolorida.

*

  Outros resultados:

   Flamengo 3 x 0 Fluminense;  Santos 1 x 0 Corínthians.

*

 Bola rolando

  O Bahia há cinco jogos sem vencer. O Paraná, 14, na lanterna da competição.

  A partida começou com o Tricolor da casa tentando impor seu ritmo, tomando as iniciativas; o Paraná  fechadinho, correndo e marcando muito, buscando dificultar as ações dos baianos. Os sulistas apostando num contragolpe, uma bola alçada, um escanteio, uma falta...  O Bahia tramando, sem penetração.

 A primeira grande chance foi dos visitantes, aos 15 minutos, tabelando pelo meio da zaga adversária; Deivid ficou de cara mas Douglas saiu bem, fechando o ângulo de chute e ficou com a bola. O Bahia tinha mais a bola mas finalizava pouco e mal.

  Aos 22’, Leo foi na linha de fundo, pela esquerda, e lançou na cabeça de Ramirez; de peixinho ele testou tentando deslocar o goleiro mas errou o alvo, por pouco. Os contragolpes sulistas levam perigo. O jogo fica aberto, melhor de ver. Mas o tempo foi passando e as oportunidades rareando.

  Aos 43’, após ótima trama entre Flávio e Ramires, Zé Rafael pegou de primeira, de frente, dentro da grande área... a pelota passou a um palmo da trave; a melhor trama do Tricolor baiano, até ali. Aos 48’, Ramires fez fila, levou falta, Zé Rafael bateu bem mas o goleiro Richard espalmou. Na cobrança do escanteio, Ramires quase faz o gol olímpico; o goleiro salvou.

   Os 51 minutos que o árbitro deu na primeira etapa se foram e  o gol não saiu para  agonia do ansioso torcedor. Os paranaenses conseguiram suportar o assédio. Sem vaias no intervalo.

    *

    Para que o Bahia vencesse seria preciso jogar com paciência, inteligência e ousadia. Foi a fala do treinador nos vestiários. Deu certo, e a entrada de Vinícius foi decisiva.

- Aos 2’, quase Ze Rafael fez de cabeça; Richard salvou no canto. Pressão total no Pituaço! O Bahia em cima, uma sequência de escanteios (seis), a torcida empolgada, mas os paranaenses safando-se de todas as maneiras. Dez minutos praticamente dentro da área inimiga.

O goleiro Richard caindo, simulando, esfriando, ganhando tempo. Aos 13’, numa blitz, Zé Rafael dividiu cara a cara com o goleiro, que salvou mais uma e arriou, mais outra vez, minutos de jogo parado.  

  Aos 19’, Flávio arriscou de fora, Richard espalmou. Aos 23’, Ênderson retirou o lateral Bruno, abrindo Flávio na direita, e colocou o meia Vinícius. Domínio do Bahia, um ataque contra defesa mas...    Aos 30’, num contragolpe, defesa baiana aberta, o ataque paranaense perdeu boa chance.  O torcedor indócil, começou a pegar no pé de Ze Rafael, sempre a tentar um drible a mais, perdendo chances.

  Aos 35’, Ze Rafael,  sob vaias, substituído por Edigar Junio. Aos 38’, Elber fez fila e foi derrubado quase em cima da linha da grande área.

 - Gol ! 1 x 0, Vinícius bateu a falta com classe, colocada, sem chances de defesa. Aos 40 minutos. Ufa !

 - Gol ! 2 x 0, Vinícius, pegando  de primeira na grande área, pela direita, uma bola espirrada, depois de cruzamento de Leo da esquerda, aos 45’.  Pra delírio da galera.

 

*

 Destaques

Ramires,soberbo, na primeira etapa. Douglas, Gregore, Leo mostrando vontade. E  Ze Rafael prendendo demais a bola, a cavar faltas.  Vinícius, fundamental e decisivo, pela falta bem executada e pelo golaço com chute forte e de primeira.  

  No Paraná, a postura defensiva, a determinação e o bom goleiro Richard.  

 *

  Escalação

  Bahia – Douglas, Bruno (Vinícius), Grolli, Lucas Fonseca e Leo; Gregore, Flávio, Ramires e Ze Rafael (Edigar Junio); Elber e Gilberto.   Treinador, Ênderson Moreira.

  Paraná – Richard, Junior, Renê, Rayan e Igor; Alex, Vilela, Deivid, Silvinho, Juninho; Grampola. Treinador,Claudinei Oliveira.

No apito, o gaúcho Jean Pierre Gonçalves.  

*

 O próximo jogo do Bahia, pela 30ª rodada do Brasileirão, é contra o Botafogo, no Engenhão (RJ), sábado,  dia 20, às 16h.  

*

 Pela 29ª rodada, o Vitória, na zona de perigo, encara a Chapecoense neste domingo, às 11h, na Arena Condá, em Santa Catarina.  Olho  na telinha !

*Foto EC Bahia