AEROPORTO DE SALVADOR TEM MAIOR EVOLUÇÃO NA SATISFAÇÃO DE PASSAGEIROS PELO TERCEIRO TRIMESTRE SEGUIDO

      



O Aeroporto de Salvador, que integra a rede de aeroportos VINCI Airports, acaba de conquistar a maior evolução do índice de satisfação geral dos passageiros na última Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário, realizada a cada três meses pela Secretaria Nacional de Aviação Civil.

A média atingida pelo Aeroporto de Salvador foi de 4,26 no terceiro trimestre deste ano contra 3,95 no mesmo período de 2017. O crescimento registrado foi de 8% em relação ao ano passado. O resultado atingido ultrapassou a meta estipulada pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero), que é de média 4.

Esta foi a terceira vez consecutiva que o equipamento registrou a maior evolução na satisfação dos passageiros entre todos os aeroportos brasileiros. Desde que a VINCI Airports assumiu a gestão do Aeroporto de Salvador, em 2 de janeiro de 2018, o equipamento tem se destacado neste quesito.

O diretor-presidente do Aeroporto de Salvador, Julio Ribas, comemora o bom desempenho demonstrado na pesquisa. Ele destaca o fato de mesmo com obras em andamento, os usuários compreenderem que os transtornos são temporários e necessários para a melhoria dos serviços prestados.

“Os resultados refletem nossos esforços contínuos para prestar um serviço de qualidade aos passageiros e contribuir com a operação das companhias aéreas. Vamos continuar caminhando neste sentido. O fato de termos obtido bons indicadores na percepção dos usuários não nos deixa acomodados. Pelo contrário, nos incentiva a cada vez mais trabalhar para garantir uma excelente experiência aos nossos passageiros”, aponta o gestor.

Desempenho
No geral, o Aeroporto de Salvador teve 71% de aprovação nos serviços avaliados pela Pesquisa de Satisfação dos Passageiros. Segundo a Secretaria Nacional de Aviação Civil, dos 38 indicadores avaliados, 27 receberam notas acima de 4, meta estipulada pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero).

A nota média de satisfação geral foi de 4,26, em uma escala que vai de 1 a 5, sendo 1 para “muito ruim” e 5 para “muito bom. Entre os principais pontos positivos do terminal estão a limpeza geral do Aeroporto (4,5), sensação de segurança (4,4), e conforto térmico (4,17).

Em relação à infraestrutura aeroportuária, o equipamento ganha destaque em itens como qualidade da informação nos painéis das esteiras de restituição de bagagem, confiabilidade da inspeção de segurança, tempo de fila nessa inspeção, disponibilidade de assentos na área de embarque, limpeza geral do aeroporto, sensação de segurança nas áreas públicas do equipamento, conforto térmico e acústico, sinalização e disponibilidade e qualidade das informações nos painéis de voo.

Outros pontos do levantamento incluem o tempo médio de espera na fila do check-in balcão, que caiu de 20 minutos no terceiro trimestre de 2017 para 5 minutos no terceiro trimestre desse ano, no check-in internacional, e de 12 minutos para 7, no check-in doméstico.

Em voos internacionais, o tempo médio de espera na fila para embarque na aeronave também diminuiu, sendo 16 minutos no terceiro trimestre desse ano, contra 19 no período de julho a setembro do ano passado. O tempo médio de espera na fila do raio x/inspeção de segurança foi de 6 minutos (internacional) e de 2 minutos (doméstico).

Pesquisa
A pesquisa apresenta os resultados de julho a setembro e avalia a experiência do passageiro em diversos itens de infraestrutura, atendimento e serviços, bem como monitora o desempenho de diferentes processos aeroportuários como check-in, inspeção de segurança, restituição de bagagens entre outros, nos principais aeroportos do país. Ao todo, foram ouvidas 1.227 pessoas.

Sobre a VINCI Airports

A VINCI Airports, uma das cinco principais empresas globais do setor de aeroportos, gerencia o desenvolvimento e as operações de 44 aeroportos localizados na França, em Portugal (incluindo o hub de Lisboa), no Reino Unido, na Suíça, no Camboja, no Japão, nos Estados Unidos, na República Dominicana, na Costa Rica, no Chile e no Brasil. Com a presença de mais de 250 companhias aéreas, os aeroportos VINCI registraram um tráfego superior a 180 milhões de passageiros em 2017.


Por meio de sua expertise e do profissionalismo de seus 12 mil funcionários, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando seu know-how para otimizar a gestão e o desempenho das infraestruturas aeroportuárias existentes, extensões de instalações e novas construções.


Em 2017, seu faturamento anual para atividades de gerenciamento atingiu 3,2 bilhões de euros, com um valor consolidado de 1,4 bilhões de euros. Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com ou www.salvador-airport.com.br