Daya Luz lança clipe de novo single, “Virar o Game”

      



Dizem que o que fazemos é o que nos define. Se este for o caso, “Virar o Game”, novo single e clipe de Daya Luz, chega para fazer a diferença. Baseado em sua história e vivências pessoais e com uma de suas marcas, a dança, o curta enaltece as qualidades da artista. O clipe já está disponível no canal da cantora no YouTube e o lançamento oficial ocorre na sexta-feira, dia 12, com uma grande festa na The Week, no Rio de Janeiro.

 

Composta pela cantora em parceria com Pablo Bispo, Ruxell e Sérgio Santos, a música conta com muitos elementos que permeiam a vida de Daya e a mudança de vida pela qual passou.

 

“Na vida a gente perde e ganha, bate, apanha mas com jeitinho pega a manha. Passei de fase sem macete, aqui é nível hard baby, ‘tamo’ sem colete.”, canta fazendo ainda um paralelo das fases da sua trajetória com as fases de um jogo de videogame.

 

A dança não podia ficar de fora e a coreografia é um destaque a parte com uma talentosa equipe de dançarinos e coreografia da renomada Laure Courtellemont, que já trabalhou com nomes como Chris Brown e Ne-Yo.

 

Mas a força da letra se dá com a junção das imagens, gravadas na comunidade Tavares Bastos, no catete, zona sul do Rio de Janeiro, e na The Week, com direção de Bruno Murtinho, que também dirigiu seu clipe anterior. As cenas mostram, de forma leve, a vida de uma menina da comunidade com o sonho de ser cantora, incluindo uma imagem que não sai da mente de Daya: “Eu ficava me imaginando fazendo shows. Dançava e cantava em frente ao espelho, desde muito pequena”. E ainda traz outras memórias como coreografia em um ônibus, transporte que desde os 9 anos Daya pegava sozinha para voltar pra casa com o irmão pequeno.

 

Sempre empenhada e envolvida nas decisões, Daya conta como foi o processo para este lançamento. “Eu tinha a ideia de contar um pouco de onde vim, mostrar a minha essência e verdade. Estou batalhando por meu lugar ao sol nesse mundo da música e esse clipe mostra resumidamente que nada foi fácil, que tive que acreditar e ir atrás do sonho de ser artista”, conta a cantora.

 

Sobre Daya Luz:

 

Daya Luz é paulistana e descobriu o talento na música desde que se conhece por gente. Gostava de cantar e dançar na frente do espelho. Ainda criança, Daya começou a fazer aulas de dança por orientação médica. A vida a levou para outros rumos até decidir arriscar tudo, seguir seu sonho e aceitar o convite para fazer parte do corpo de balé do Domingão do Faustão, onde ficou por 2 anos. Foi vista por um produtor e um empresário, que apostaram no seu talento. Daya saiu da televisão para se preparar e investiu em aulas de canto, dança, aulas de instrumentos, teatro, fono, terapia, aulas de idioma, além de compor e preparar seu repertório.

 

Em 2016 lançou o vídeo de “Olha Pra Mim”, gravado em Hollywood e dirigido por Neville Page, criador das criaturas de Avatar. O clipe tem mais de 2,4 milhões de acessos. “Tudo de Bom”, single lançado em 2017 em todas as plataformas digitais, produzido pela HeadMedia, ganhou vídeo clipe com assinatura do diretor americano Alfredo Flores que já trabalhou com nomes como Justin Bieber, Ariana Grande e foi gravado em Los Angeles. Alfredo também é responsável pelo clipe “Depois Não Chora”, lançado na sequência.

 

Cantora, compositora e bailarina, Daya Luz ainda é dona de uma conquista surpreendente, e é no mundo dos jogos. Em um dos maiores eventos do mundo “geek” do país, Daya subiu ao palco para dançar e jogar Just Dance com o bicampeão mundial e a vice-campeã do jogo. Em uma partida, ela venceu a francesa vice-campeã e com isso, chamou a atenção da Ubisoft, gigante francesa do mercado de games, que a convidou para promover o jogo no Brasil. “Te dominar” é a canção escrita por Daya e produzida pela Ubisoft, que integra a trilha mundial do game. Ela se tornou, assim, a primeira artista brasileira a ter composto e produzido uma canção junto com a produtora do game e, sua participação na trilha a coloca ao lado de estrelas como Justin Bieber, Ariana Grande, Katy Perry e Beyoncé, alguns dos astros que têm canções licenciadas para o Just Dance.

 

Daya Luz começou 2018 focando em um novo repertório e entrou em estúdio para compor e produzir com Pablo Bispo, Sérgio Santos e Ruxell. O single escolhido para o novo momento é “Vai Pirar”, lançado em abril com uma participação especial do cantor Buchecha, de quem Daya sempre foi fã. Ganhou versão em um clipe recheado de tecnologia, ligando novamente ao mundo que ela ama, os jogos.

 

Letra:

VIRAR O GAME

 

Vou convocar a liga pra dançar

Vem de todo canto e todo lugar

Se é pra somar, pode chegar

Pra somar, pode chegar

Bota a cara pra representar

 

Mexe o corpo sem parar

Pode dançar do seu jeito

Se caiu, vai se levantar (levantar, levantar)

 

Mexe o corpo sem parar

Pode dançar do seu jeito

Se caiu, vai se levantar

Chega pra virar o game

 

Chega pra virar o game

 

Na vida a gente perde e ganha, bate, apanha mas com jeitinho pega manha

Passei de fase sem macete, aqui é nível hard, baby, "tamo" sem colete

E eu venci

Voltei chutando forte tipo a Chun Li

Veloz e furiosa, tipo Bruce Lee

Se eles Camaro, nós é Bumbeblee, vai vendo, vai

 

Mexe o corpo sem parar

Pode dançar do seu jeito

Se caiu, vai se levantar (levantar, levantar)

 

Mexe o corpo sem parar

Pode dançar do seu jeito

Se caiu, vai se levantar

Chega pra virar o game

Chega pra virar o game

Chega pra virar o game