BAHIA SÓ EMPATA E LEÃO PERDE NA RODADA FIM DE FEIRA

      



Por Zédejesusbarreto
Foto: Romildo de Jesus
No jogo de despedida do ano, diante de mais de 27 mil torcedores presentes em Pituaçu, o Bahia fez um ‘jogo de compadres’ contra o Cruzeiro e, a despeito de algumas chances, lá e cá, nada de bola na rede, 0 x 0.

  O Tricolor chegou ao final da competição com 48 pontos ganhos, em 11º lugar, garantindo sua participação na Copa Sul-Americana de 2019.  Nada mau. Talvez a melhor classificação do Bahia na competição desde que foi adotado o sistema de pontos corridos.

*

   O Vitória, já desclassificado para a Série B/2019, infelizmente, foi a São Paulo entregar as faixas de campeões aos atletas do Palmeiras, e quase joga água no chope dos paulistas, quando todos imaginavam uma goleada fácil do Porco sobre o Leão. O Verdão chegou a fazer um placar de 2 x 0 mas acomodou-se e o Rubro-negro empatou; a meninada correndo muito. O gol do triunfo palmeirense, para alivio da torcida (mais de 40 mil nas arquibancadas) só aconteceu no finalzinho.     

 

**

Outros resultados

- Flamengo 1 x 2 Atlético (PR); Atlético (MG) 1 x 0 Botafogo.

- Paraná 1 x 1 Internacional; Chapecoense 1 x 0 São Paulo; Fluminense 1 x 0 América(MG)

  Ceará 0 x 0 Vasco; Sport 2 x 0 Santos; Grêmio 1 x 0 Corínthians.

**

Classificação final

 Com esses resultados, o Palmeiras Campeão com 80 pontos ganhos.

Além do Verdão, estão classificados para disputar a Libertadores da América em 2019 : Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético (MG) e Cruzeiro.

Classificados para a Copa Sul-Americana:  Atlético (PR), Botafogo, Santos, Bahia, Fluminense e Corínthians.

  E estão desclassificados para a Série B, a Segundona/2019:  Paraná, Vitória, Sport e América(MG).

*

  Nenhum time de Pernambuco na Série A de 2019.  Do Nordeste, o Bahia, Ceará, Fortaleza e o  CSA das Alagoas.

*

Seleção do Brasileirão/2018

 Os meus escolhidos: 

  - Vitor (goleiro do Galo Mineiro); Mayke (Lateral direito /Palmeiras); Dedé (zagueiro /Cruzeiro); Dannemann (zagueiro/Grêmio) e Dodô (Santos);  Dourado (apoiador do Inter) e Bruno Henrique (apoiador/Palmeiras); Paquetá (meia do Flamengo); Dudu (meia do Palmeiras) e Everton ‘cebolinha’ (meia atacante do Grêmio); Pablo (centroavante Atlético PR).

  Treinador, Felipão; campeão pelo Palmeiras.

  O craque: Dudu.   A revelação: Ramires (Bahia)

 

**

 Pituaçu

 Chuva de quase verão, trovoada, 25 mil ingressos vendidos, bom público.

 - Talisca, ex-ídolo, hoje no futebol chinês, presente no estádio, saudado pelo torcedor. Homenagem do clube. O ex-lateral Mailson, ídolo, hoje portador de uma doença degenerativa, também presente e homenageado.

 - O jogo de despedida do meia Zé Rafael, já de contrato acertado com o Palmeiras.  Despedida também do lateral Leo, emocionadíssimo no final, agradecendo à torcida; deve ir para o São Paulo.

    As equipes mistas em campo:

  Time escalado por Ênderson Moreira:  Anderson, Flávio, Grolli, Lucas Fonseca e Leo; Élton, Nilton, Ramires e Zé Rafael; Edigar Junio e Gilberto.

  No Cruzeiro: Rafael, Ezequiel,Manoel, Cacá e Patrick; Lucas Romero, Lucas Silva e Éderson; David, Sassá e Raniel.  Treinador, Sidnei Lobo.

 No apito, Bruno Arleu de Araújo (RS)

 *

  Bola rolando

- O Cruzeiro começou melhor, o ataque dando trabalho a Ânderson.  Aos 8’, Sassá acertou o poste de Anderson. Mas o Tricolor equilibrou e respondeu com um chute de Nilton, fora,aos 13minutos; dois minutos depois, Leo desbravou pela canhota  e cruzou na cabeça de Edigar Junio, na pequena área; a testada cobriu o travessão.  

 - Aos 24, Raniel bateu falta frontal da linha da grande área, Ânderson espalmou.   O jogo equilibrou e amornou.  Muita disputa e poucas chances de gol criadas na primeira etapa.

*

  O mesmo panorama. Aos 13’,Nilton arriscou de longe e errou o alvo. O Cruzeiro trocando mais passes, evoluindo melhor. Mas, aos 18’, Zé Rafael roubou no meio campo e deixou Gilberto de cara, mas o avante apanhou da bola e perdeu.

  Aos 19’, Ênderson tirou Zé Rafael (muito aplaudido), entrou Vinícius; saiu Edigar Junio, entrou Cleiton. Saíu Ramires e entrou o estreante Luiz Henrique (veio do Náutico).  Partida morna.

  Aso 31’, David fechou da esquerda para o meio e bateu; a bola desviou e assustou o goleiro Ânderson. O Tricolor respondeu com Luis Henrique e Leo, a defesa mineira safou-se, escanteios. Escaramuças, o tempo passando, no finalzinho o avante Gilberto voltou a sentir o joelho (já machucado) após uma dividida ...   e só.

 Um empate satisfatório para os atletas das duas equipes.  O torcedor com gostinho de quero mais.

**

  O Jogo das faixas

  O treinador interino  João Burse escalou o rubro-negro já pensando na Segundona /2019, uma equipe recheada de garotos da Base: 

- João Gabriel, Cedric, Bruno Bispo, Lucas Ribeiro e Fabiano; William Faria, Leo Gomes, Yago e Luan; Lucas Fernandes e Leo Ceará.

*

- Como era de se esperar, um Leão encolhido, na moita, resistindo, marcando duro e esperando a chance de um contragolpe. Domínio do Verdão, em ritmo de treino, tentando dar espetáculo para a torcida que lotou a Arena Palmeiras.

- Gol ! 1 x 0 Palmeiras, aos 42 minutos. Boa jogada individual de Dudu pela esquerda; levantou a cabeça e achou Edu Dracena fechando na esquina da pequena área, livre, do lado oposto. Testada certeira do veterano zagueiro, abrindo o marcador.  

  O Porco Campeão valorizou a posse de bola, trocou passes, teve o domínio, mas não forçou e finalizou pouco na primeira etapa.  O Leão defendeu-se com bravura, valorizou, correu.

 

*

- Gol ! 2 x 0 Palmeiras, aos 12 min.  Falta cobrada na lateral, lado direito do ataque  paulista, bola rolada para Scarpa que arriscou o chute de fora; a bola desviou no caminho e o goleiro J.Gabriel aceitou o frango.

  O jogo corria em ‘banho maria’, sem grandes emoções. Daí ...

 Aos 24 min, o árbitro Éder Roberto Lopes marcou um pênalti em  Yago, derrubado claramente fora da área.

- Gol ! 2 x 1 , Yago bateu a penalidade com calma e competência, diminuindo.  E o Leão se animou, a meninada queria mais.    

- Gol ! Vitória , 2 x 2, Luan, aos 28 minutos. Fabiano evoluiu pela canhota e achou Luan na área; o garoto girou, livrou-se da marcação e finalizou bem, empatando. Belo gol.

Mas ...   

 - Gol !  Palmeiras, 3 x 2 , aos 44’. Bruno Henrique, batendo firme da entrada da área.

  Apesar da derrota, foi bom ver a garotada encarando, partindo pra cima, mordendo...  Esperanças num futuro melhor, pois. A Série B é duríssima, uma competição diferente, dura, com arbitragens fracas e gramados ruins.   

   **