Martagão Gesteira e INOOA realizam mutirão de cirurgias em crianças

      



Para atender a uma grande demanda reprimida, o Hospital Martagão Gesteira e o INOOA firmaram uma parceria que facilitou a criação de um ambulatório de otorrinolaringologia especializado no atendimento infantil. Há um ano, esta unidade vem mudando a realidade da assistência a crianças. Além do atendimento ambulatorial com consultas e procedimentos, o serviço inclui a realização de cirurgias.

No ambulatório, referenciado para atender aos pacientes do Hospital Martagão Gesteira, um mutirão para realização de cirurgias está acontecendo desde o início de dezembro. Até o momento, 17 crianças já foram operadas e outras 25 serão submetidas a cirurgias até o dia 31. “Estamos operando os pacientes que não podem esperar até 2019, mas estamos trabalhando para que o agendamento e a realização de cirurgias eletivas funcione de modo que não seja necessário realizar novos mutirões”, explicou o médico otorrinolaringologista e diretor do INOOA, Otávio Marambaia.

O ambulatório de otorrinolaringologia do INOOA no Martagão Gesteira foi inaugurado em novembro de 2017. A primeira cirurgia aconteceu em dezembro, um mês depois. Desde então, a unidade tem funcionado para atender às crianças do hospital, às quartas-feiras, mas existe a possibilidade de ampliação.

Alívio e tranquilidade – Para a dona de casa Jamile da Silva de Jesus, mãe de duas filhas que são pacientes do Martagão Gesteira, a existência do serviço representa um alívio para a família. Sua filha Isadora de Jesus (5 anos) apresentou inflamação no ouvido e após grande dificuldade para conseguir uma consulta com um especialista, encontrou o ambulatório. “Eu achei ótimo ter um serviço de otorrino aqui no Martagão. Eu gosto de todos os médicos daqui e do atendimento. Os profissionais nos tratam bem”, declarou.

Outra dona de casa, Milena Neri dos Santos, mãe de Igor (3 anos), ressalta a tranquilidade em saber que pode contar com o novo ambulatório. “Esse serviço é muito importante para nossa comunidade e, principalmente, para nossos filhos. E eu sinto que o Martagão Gesteira é um ambiente acolhedor, onde os profissionais nos recebem bem e são atenciosos. Eu tinha muita dificuldade para conseguir otorrino nos postos de saúde. Mas agora, com o ambulatório do Martagão, eu me sinto bem confiante porque meu filho terá atendimento garantido”, disse.

Diante desta acolhida tão positiva por parte dos pacientes, a médica otorrinolaringologista do INOOA, Flávia Perrucho, destacou que “trabalhar no Martagão é ajudar o próximo. Quando vemos as campanhas na mídia estimulando contribuições para manter o hospital, não nos damos conta da real necessidade da nossa população, como ela é carente... Só mesmo quando fazemos parte de um projeto, quando estamos frente à realidade, é que percebemos como nosso trabalho é importante”.

Parceria - De acordo com a diretora do Martagão Gesteira, Milena Pessoa, a carência do serviço de otorrino para a população pediátrica em Salvador é grande. “Não existe um serviço do SUS que atenda a necessidade das crianças nessa especialidade. Como consequência, nós tínhamos uma fila imensa de pacientes para atendimento ambulatorial e cirúrgico. Quando o INOOA nos procurou com o objetivo de firmar uma parceria, alinhamos o interesse comum de assistir à população pediátrica no serviço de otorrino e, a partir daí, assinamos um termo de cooperação entre as duas instituições. Hoje, um ano depois, estamos felizes por estarmos, juntos, promovendo a saúde das nossas crianças”, comemora.

Segundo o médico otorrinolaringologista e diretor do INOOA, Otávio Marambaia, “o interesse pela parceria com o Martagão Gesteira surgiu quando ele tomou conhecimento de que o hospital estava sem serviço de otorrinolaringologia há um bom tempo. “O hospital, que tem um meritório e reconhecido trabalho no atendimento acrianças, tem passado por dificuldades financeiras e sentimos ser de nossa alçada colaborar com o serviço. Nosso trabalho não custa nada ao hospital. Como de hábito, não temos interesses econômicos, políticos ou de qualquer natureza. Queremos fazer, podemos fazer e fazemos”, declarou.

Criado em 1996, o INOOA é um centro especializado no tratamento das doenças do ouvido, nariz e garganta, que também atua no diagnóstico e tratamento de alergias, distúrbios do sono, tosse crônica e do refluxo laringo-faríngeo. Em suas unidades próprias, localizadas na Avenida ACM e na Paralela, em Salvador, o INOOA realiza procedimentos cirúrgicos em regime de hospital dia. Além disso, o centro se caracteriza como uma organização educacional com pós-graduação e especialização em otorrinolaringologia e áreas correlatas. “O ambulatório de otorrino pelo qual nos responsabilizamos no Hospital Martagão Gesteira é o local onde nossos residentes atuam sob orientação de preceptores, médicos experientes que auxiliam na formação de novos especialistas”, concluiu o diretor do INOOA, Otávio Marambaia.