Verão de Salvador combina belezas naturais com leque de atrações culturais

      



Praias, museus, igrejas, ruas e ladeiras históricas. Salvador é uma cidade de muitas faces, costumes, sons, cores e sabores capazes de encantar turistas baianos e de lugares como Argentina - de onde parte a maioria dos visitantes estrangeiros que desembarcam na cidade ao longo do ano, causando uma verdadeira invasão portenha na capital baiana, somando 44,3% do total no período do Réveillon. Na parte cultural, ensaios dos grandes artistas da terra, eventos musicais ao ar livre, a riqueza do Centro Histórico a equipamentos como museus são opções para conhecer o que de melhor a cidade tem a oferecer.

"Nos últimos anos, Salvador tem apresentado um leque bastante rico de atrações naturais e culturais para quem visita a cidade. Esta é uma característica observada principalmente durante diálogos com operadores de turismo, responsáveis pela promoção de Salvador como produto turístico para o mundo. São novidades reveladas a cada novo ano, festas com grande concentração popular, um Réveillon forte e um Carnaval consolidados", afirma Paulo Gaudenzi, presidente do Salvador Destination.

Praias - São cerca de 50 quilômetros de praia, com orlas repletas de belezas naturais, opções de lazer e gastronomia para todos os gostos, que concentra grande quantidade de baianos e turistas durante a estação mais quente do ano. Essa atração exercida pela cidade reflete diretamente na ocupação hoteleira, que deve crescer 11% em relação ao evento anterior nesse período de final de ano, quando a ocupação média foi de 82%, alcançando o pico de 98% na noite da virada. Hoje (20), cerca de 90% dos leitos da orla já estão reservados para o Festival Virada Salvador, o maior Réveillon do Brasil, que acontece entre 28 de dezembro e o primeiro dia de janeiro, na orla da Boca do Rio.

Ao longo dos cinco dias de festa do Festival Virada Salvador, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) estima um gasto individual em torno de R$ 980 aplicados pelos visitantes nas áreas de alimentação (35%), deslocamento interno (29%), compras (18%), hospedagem (14%), guias e excursões (2%) e espetáculos em geral (2%). Cerca de R$500 milhões serão movimentados na economia da cidade durante os 5 dias de festa, estima a Secult.

Para garantir esses números, a Prefeitura contou com a parceria da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, realizando ações em 29 cidades brasileiras e estrangeiras, capacitando 4 mil operadores de viagem para apresentar produtos de sucesso como o Festival Virada Salvador, o Carnaval e demais eventos do verão. Além disso, o Réveillon soteropolitano foi lançado em um grande evento realizado para o trade e imprensa de São Paulo, em novembro.

Cultura - No campo cultural, a cidade apresenta o sucesso da Casa do Carnaval, que conta a história da folia baiana, através de maquetes, roupas e instrumentos disponibilizados por artistas que já participaram da festa. Além disso, o acervo dispõe de fotos e documentos históricos e dois cinemas interativos, em que os visitantes podem aprender ritmos do Carnaval caracterizados e com a ajuda de monitores. O equipamento está localizado no Pelourinho.

Há ainda museus como a Casa do Rio Vermelho - Jorge Amado e Zélia Gattai, no Rio Vermelho, imóvel onde o casal de escritores morou, e os espaços Pierre Verger da Fotografia Baiana e Carybé de Artes, ambos funcionando em fortes históricos da Barra, trazendo as obras significativas dos artistas que lhes dão nomes. Administrados pela Prefeitura, há ainda a Casa do Benin, o Espaço Cultural da Barroquinha e o Teatro Gregório de Mattos, todos na região do Centro Histórico e que merecem ser visitados.

"Esse ano, nossa alta estação será ainda mais longa, isso porque o Carnaval acaba em março. Nesse período, teremos o Festival Virada Salvador, maior festa de fim de ano do Brasil, já estamos a pleno vapor com o calendário de festas populares, que culmina com as Lavagens de Itapuã, 2 de fevereiro e Lavagem do Bonfim, e faremos um pré-Carnaval ainda mais animado. Quer dizer, serão meses intensos de ações para os próprios soteropolitanos, assim como para os turistas, optarem por ter uma estadia longa em nossa cidade", garante o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington.

Ensaios - Cidade de extremos, Salvador equilibra como poucas o sagrado e profano, combinando ao longo do ano um leque de festas populares, envolvendo ensaios carnavalescos, Réveillon, Carnaval e as festas de santo, como Boa Viagem, Bom Jesus dos Navegantes, Reis, Lapinha, Bonfim, Ribeira, São Lázaro, Iemanjá e Itapuã. Além disso, há lugar também para o culto ao profano, com as festas pré-carnavalescas do Furdunço e Fuzuê.

Principal ponto turístico da cidade, o Centro Histórico reúne o pacote de atrações do Pelourinho Dia & Noite, coordenadas pelo Escritório de Gestão do Centro Histórico, vinculado à Secult, a exemplo dos ensaios, concertos, Circuito Jorge Amado, Chulas, Viradão do Samba, Cinema na Praça e República dos Tambores, movimentando cerca de 350 artistas e fazendo pulsar o Centro Antigo de Salvador.

Entrando em sua quarta edição, o projeto Viver Barra movimenta os finais de semana dos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, enchendo as ruas do bairro com música, contemplando artistas de estilos alternativos, como salsa, jazz, MPB, entre outros, interagindo com passantes, banhistas e turistas que têm o bairro como seu polo de entretenimento.

No campo dos ensaios pré-carnavalescos comandados pelos principais grupos musicais baianos, o período que antecede a festa de Momo reúne atrações como a Melhor Segunda-Feira do Mundo, comandada pelo Harmonia do Samba e que acontecem nos dias 7, 14, 21 e 28 de janeiro e 11 de fevereiro 2019, no Wet’n Wild; e o Jingle Bell, que ocorre em 23 de dezembro, na Pupileira, sob o comando de Bell Marques.

Durante todas as sextas de janeiro e a primeira sexta de fevereiro de 2019, o "gigante" Léo Santana realiza o Baile da Santinha, no Wet"n Wild. Há ainda ensaios da banda Mudei de Nome - ex-Alavontê -, ÀTTØØXXÁ, Pedro Pondé e O Quadro, a cantora Katê, além dos show do Malê, no Pelourinho, Carlinhos Brown, Timbalada, Lincoln & Duas Medidas, Margareth Menezes, Daniela Mercury, Saulo e Durval Lélys.

Réveillon - Principal atração do início do verão, o Festival Virada Salvador 2019 reúne, entre os dias 28 de dezembro e 1º de janeiro, 70 horas de música, com 28 shows e 300 artistas se apresentando na Arena Daniela Mercury, erguida pela Prefeitura na orla da Boca do Rio.

Estão confirmadas no evento atrações como Claudia Leitte, Bell Marques, Xand Avião, Harmonia do Samba, Devinho Novaes, Luan, Léo Santana, La Fúria, Anitta, Jorge & Mateus, Matheus e Kauan, Ferrugem, Lincoln & Duas Medidas, Alok, Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Psirico, Mc Kevinho e Daniela Mercury. Zezé Di Camargo & Luciano, Mano Walter, Durval Lelys, Igor Kannário, Mariene de Castro, Danniel Vieira e Netinho.