Presos por suspeita de agressão, integrantes da Bamor são liberados

         



Os cinco integrantes da Bamor, torcida organizada do Bahia, suspeitos de terem agredido Abimael Ammon Nascimento Costa, foram soltos na tarde de ontem, quinta-feira, 7.

Luciano da Silva Venâncio, 34 anos, presidente da Bamor, Sérgio Soares Brandão, 37, Tiago Tibúrcio dos Santos, 33, Matheus Pires Castro, 28, e George da Silva Mata, 35, são os suspeitos da agressão e foram detidos pela polícia na noite de quarta, 6.

A vítima praticava atividade física na cidade de São Sebastião do Passé com uma camisa da organizada Os Imbatíveis (Vitória) e foi espancado pelo grupo de suspeitos a caminho do jogo do Bahia contra o Atlético, em Alagoinhas.

Como a delegada constatou que eles não tinham antecedentes criminais e possuem residência fixa, optou pela liberdade provisória de todos, após o pagamento da fiança. A informação foi divulgada pelos advogados da Bamor, Otto Lopes, Dalton Monteiro e Marcus Rodrigues.

Tentativa de atropelamento

No depoimento, Abimael afirmou ter havido tentativa de atropelamento e agressão consumada, após os integrantes da Bamor o identificarem com o uniforme da torcida rival.

A vítima disse ainda que os integrantes da torcida organizada exigiram a entrega da camisa com referência à organizada Os Imbatíveis.

Com os integrantes da Bamor, foram localizadas duas facas tipo peixeira. Abimael foi encaminhado para o hospital municipal da cidade com escoriações nas pernas, braços, nádegas e cabeça.

De acordo com o tenente PM Hélio Nery, os integrantes da Bamor foram autuados por lesão corporal e formação de quadrilha.
*Do A Tarde