Embasa será notificada pela prefeitura de Salvador por crime ambiental em praia do Rio Vermelho

      



A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) deverá ser notificada pela Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador (Sedur) por crime ambiental.

A companhia é acusada de despejar esgoto na praia do Rio Vermelho. Uma fiscalização conjunta da Sedur com a Secretaria de Manutenção (Seman) nesta quinta-feira (7) detectou o crime próximo à Rua Fonte do Boi.

Os técnicos das duas secretarias estiveram no local após denúncias e constataram que existe um sistema de captação de esgoto da Embasa com um extravasor irregularmente direcionado para dentro da galeria de águas pluviais pertencentes ao município. "Esse tipo de prática é criminosa, permitindo que o esgoto seja jogado no mar", diz a prefeitura em nota.

"A Embasa demonstra mais uma vez que não tem qualquer responsabilidade com a cidade. Nós já temos alertado e multado a empresa em função desse tipo de situação que, no entanto, continua acontecendo. Mas seremos rigorosos na fiscalização e na aplicação das leis", declarou o titular da Sedur, Sérgio Guanabara.

Está será a quarta vez que a Embasa receberá punição em função do despejo irregular de esgoto na rede pluvial e, consequentemente, nas praias de Salvador. Em dezembro do ano passado, a Sedur protocolou denúncia contra a empresa junto ao Ministério Público da Bahia por poluição do Rio Trobogy. A multa por reincidência por este tipo de crime é de R$ 10 milhões.
*Do BNews